Agente da Polícia Civil é encontrado morto em casa

O agente da Polícia Civil, Claudio Roberto Tancredo, de 62 anos, foi encontrado morto em sua residência no Rio do Meio, em Camboriú, na noite desta segunda-feira, dia 28. Pela dinâmica do fato, acredita-se que ele tenha cometido suicídio.

Claudio era lotado na delegacia Regional Balneário Camboriú e há mais de 30 anos prestava serviços a sociedade catarinense. Nascido em Lauro Muller, atuou por anos na Polícia Civil no sul do Estado.

De acordo com informações, ele fazia tratamento contra depressão e tinha mudado o comportamento nos últimos meses.

Uma cerimônia aconteceu no crematório Vaticano até ás 10 hs. Seu corpo está sendo enviado para a cidade de Lauro Muller, onde será sepultado. O velório será realizado nesta terça-feira (01 de março), as 17:30 Hs, na capela mortuária do Cemitério Santa Bárbara SC 390 em Lauro Müller, onde ocorrerá o sepultamento, (velório apartir da 13:00hs).

Nas redes sociais, amigos e colegas de trabalho lamentaram a perda. A 29° DRP de Balneário Camboriú emitiu uma nota de pesar.

NOTA DE PESAR

A 29 ° Delegacia Regional de Polícia de Balneário Camboriú informa com profundo pesar o falecimento do Agente de Polícia Cláudio Roberto Tancredo. O agente lotado na DRP de Balneário ingressou na Polícia Civil de Santa Catarina em 1988. Há mais de trinta anos prestando serviços de excelência à comunidade.

O velório teve início as 10:00 horas desta manhã de terça-feira 01/03/22 no Crematório Vaticano em Balneário Camboriú. Após será levado para a cidade de Lauro Muller, onde será sepultado.

Nossos sentimentos aos familiares, amigos e colegas de profissão e o agradecimento pela dedicação e serviços prestados à instituição.

Publicidade