AMFRITEC: Estudantes da Rede Municipal de BC participarão de curso de programação

O prefeito de Balneário Camboriú, Fabrício Oliveira, presidente da Associação dos Municípios da Foz do Rio Itajaí (AMFRI), participou na manhã desta terça-feira (20) do lançamento das edições do “Programando o Futuro” e do “Geração TEC” para crianças e jovens de todos os municípios da região da Foz do Itajaí. As ações fazem parte do Projeto AMFRITEC, iniciativa da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) com recursos do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). Serão cerca de 10 mil crianças da rede municipal pública de educação da região e outros 325 jovens e adultos beneficiados.

As capacitações ocorrem nas próximas semanas. Somente de Balneário Camboriú serão quase duas mil estudantes da Rede Municipal de Ensino. Crianças do sexto ao nono ano participarão do programa “Programando o Futuro”. Nele os alunos desenvolverão atividades lúdicas para estimular a criatividade e o raciocínio lógico a partir de uma metodologia desenvolvida no MIT, um dos mais importantes centros de tecnologia do mundo. “O programa vai preparar nossas crianças para a inovação, a criação e o desenvolvimento cognitivo. Elas são preparadas na questão da lógica, de forma lúdica num trabalho que envolve toda a família”, disse o prefeito, Fabrício Oliveira.

Conceitos de linguagens de programação correspondem a uma parte importante das atividades, que incluem gincanas e jogos entre os alunos em um cronograma de 40 horas/aula no contra turno escolar. Segundo a coordenadora do AMFRITEC, professora Valéria Bennack, da UFSC, a iniciativa irá consolidar o ecossistema de inovação regional nas próximas décadas. “O Programando o Futuro irá expandir o horizonte destas crianças para a inovação, que ditará as regras do mercado de trabalho nos próximos anos, e elas estarão mais preparadas para contribuir com o futuro que estamos vislumbramos para a região, no qual a inovação será o motor do desenvolvimento socioeconômico regional”.

Serão cerca de 10 mil crianças participantes até o final deste ano do programa. O número de estudantes atendidos corresponde a um terço do total de estudantes matriculados no ensino fundamental público na região da Foz do Itajaí. Os professores da rede municipal receberam capacitação para aplicar a metodologia entre final de julho e começo de agosto. “Vimos professores motivados e ansiosos para introduzir atividades inéditas para os seus alunos. Essa motivação nos dá confiança que este programa terá muito sucesso na região”, completa Valéria.

Jovens capacitados para o mercado de trabalho

A segunda ação do AMFRITEC lançada nesta terça-feira tem resultados mais imediatos. Jovens a partir de 17 anos poderão se inscrever no processo seletivo do Geração TEC, que irá capacitá-los para as demandas existentes no mercado de trabalho do segmento de tecnologia da região da Foz do Itajaí. Os cursos são gratuitos e de curta duração.

Segundo o mapeamento do setor de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), realizado no primeiro semestre também pelo AMFRITEC, até o final deste ano haverá 261 vagas abertas no setor na região. A intenção do Geração TEC é promover a capacitação profissional inicial para que jovens e adultos da própria região possam suprir a demanda das empresas locais. Ao todo 68 empresas responderam à pesquisa.

“O Geração TEC desempenhará um papel fundamental no futuro que queremos para a nossa região, primeiro ajudando a suprir a nossa demanda por profissionais para trabalhar em um setor bastante proeminente, que é o setor de TIC, ao mesmo tempo em que demonstra a importância da inovação entre jovens que estão escolhendo o seu futuro agora”, avalia o prefeito de Balneário Camboriú e presidente da AMFRI, Fabrício Oliveira.

O Geração TEC na região terá 13 turmas de 25 alunos para capacitar profissionais em oito áreas: Java, PHP, .NET, help desk, marketing digital, redes sociais, e-commerce e web design. Segundo o mapeamento, estas áreas correspondem a 80% das vagas de emprego abertas nas empresas que participaram da pesquisa.

Os cursos serão realizados em laboratórios parceiros em Itajaí e Balneário Camboriú, mas as vagas estarão disponíveis para residentes de todos os onze municípios associados à AMFRI. As inscrições serão abertas ainda neste mês. Os inscritos participarão de um processo seletivo.

De acordo com o presidente da Rede Catarinense de Inovação (Recepeti) – entidade contratada pela UFSC para executar o AMFRITEC –, Rui Luiz Gonçalves, durante o curso e nos meses seguintes, os participantes serão monitorados para acompanhamento de desempenho e também de empregabilidade. “Essa metodologia já foi aplicada no Geração TEC realizado pelo Governo do Estado entre 2011 e 2016 com resultados significativos para a expansão do setor de tecnologia em Santa Catarina. Agora vamos replicá-la aqui e esperamos o mesmo êxito na região da Foz do Itajaí”, explica o presidente da Recepeti.

Outras ações do AMFRITEC já em desenvolvimento para a região são eventos de capacitação e palestras para empresas sobre cultura e ecossistema de inovação, incubação e startups; o projeto de um escritório de inovação da UFSC no Centro Regional de Inovação de Itajaí, e a preparação da gestão do Centro para receber atividades já no primeiro dia de inauguração.

Comente Abaixo