Amigos viram acidente que matou Jesse Koz e Shurastey nos EUA

O acidente que matou o influenciador Jesse Koz, de 29 anos, e o cachorro dele, chamado, Shurastey, nos Estados Unidos foi visto por um casal de amigos, que estava viajando em uma van logo à frente da dupla. Eles passaram o final de semana juntos e, na segunda-feira (23), pegaram estrada rumo ao Canadá, último destino de Koz antes de chegar ao Alasca, como era seu desejo (leia sobre como foi o acidente mais abaixo).

Junto de Dodongo, como o fusca 1978, com placas de Balneário Camboriú (SC), foi apelidado, Jesse percorria as Américas na companhia do golden retriever. A dupla era acompanhada por mais de 400 mil seguidores nas redes sociais e já havia passado por 16 países, além do Brasil.

O casal Diego Strutz e Roana Petri Celeste publicou, na noite de terça-feira (24), a informação de que estava viajando com o amigo ao país vizinho (veja abaixo) na hora do acidente. Os dois têm um perfil no Instagram, com quase 100 mil seguidores, onde compartilham a experiência de percorrer as Américas de van.

“Sofremos um acidente muito feio na estrada ontem. Fizemos tudo que estava ao nosso alcance para salvar o Jesse e o Shurastey, mas infelizmente eles faleceram no local”, escreveram.

A viagem de Jesse e Shurastey fazia parte de um projeto chamado “Shurastey or Shuraigow?”, uma adaptação inspirada na música “Should I Stay or Should I Go” (traduzido do inglês Devo Ficar ou Devo Ir), sucesso da banda The Clash.

Fim de semana juntos

Ao g1 SC, Roana contou que o casal estava desde a manhã de sábado (21) com a dupla de Balneário Camboriú, em um acampamento no estado de Oregon, nos Estados Unidos.

Dupla estava em Oregon com amigos no final de semana — Foto: Reprodução
“Íamos entrar no Canadá juntos. Saímos segunda de manhã, minutos depois o acidente aconteceu”, relembra. A amiga conta que também seguiriam juntos, por alguns dias, em direção ao Alasca.

Como foi o acidente

De acordo com a viajante, Koz não conseguiu frear a tempo quando um carro parou na rodovia para fazer a conversão à esquerda. “Jesse não conseguiu frear, perdeu o controle do fusca e bateu de frente com o carro que vinha no outro lado”, relembra. “Vimos tudo”, completa.

Em sua última publicação no Instagram, feita no sábado, Jesse se mostrou animado em relação ao encontro com Diego e Roana.
“Nós estamos acampando no estado do Oregon, no meio do nada, e daqui nós seguimos viagem rumo à fronteira com o Canadá. Mas antes vamos visitar uma galera que eu sou fã!!!”, escreveu.

Ajuda para o translado

O casal de amigos divulgou, na noite de terça, uma “vaquinha virtual” para arcar com os trâmites para trazer o corpo de Jesse e Shurastey de volta ao Brasil. “Eles merecem a despedida mais linda que só nós podemos dar”, escreveram. A meta de R$ 120 mil foi batida poucas horas depois.

Governador de SC se manifestou em rede social — Foto: Twitter/ Reprodução
No Twitter, o governador de Santa Catarina, Carlos Moisés, afirmou que fez contato com o ministro das Relações Exteriores, Carlos França, solicitando apoio do Itamaraty para o translado dos corpos. Segundo a assessoria do político, o ministro pediu o contato da família em Santa Catarina. O g1 SC tentou contato com a pasta, mas não teve retorno até a última atualização da matéria.

Via G1 SC

Publicidade