Antes de morrer, homem pede para que levassem alimentos e não flores no velório

Um morador de Porto Belo, no Litoral Norte catarinense, que estava com câncer em fase terminal, fez um pedido, antes de morrer, que emocionou amigos e familiares. Ele desejava, segundo parentes, que pessoas levassem alimentos para doação no velório dele, e não flores.

O funcionário público Ivan de Deus, natural de Blumenau, morreu na quarta-feira (29), aos 50 anos. Segundo a prefeitura de Porto Belo, ele se afastou do trabalho em maio deste ano.

A homenagem de despedida, marcada por solidariedade (foto abaixo), ocorreu na manhã de quinta-feira (30). A cremação será em Balneário Camboriú.

Segundo a madrasta de Ivan, Márcia Jaques, o pedido foi feito diretamente para a esposa de Ivan e atendido pelas pessoas que compareceram à cerimônia. Ela afirma que a família vai começar a organizar as cestas para fazer a distribuição na sexta-feira (1º).

A tia dele, Joseli Neumann, destacou que o pedido feito à família é um exemplo de amor ao próximo.

“Meu sobrinho fez um pedido para que não levassem flores, mas alimentos para quem precisa. E assim todos que o conheciam atenderam sua vontade”, disse.

Repercussão

Na internet, amigos comentaram sobre o legado deixado por Ivan. “Tinha um coração gigante. Estava sempre pronto para ajudar qualquer pessoa que precisasse. Não tinha hora, nem tempo ruim com ele. Sempre de bem com a vida. Que Deus te receba meu amigo”, diz a publicação de Zene Drodowski.

Outra amiga, Marli Oliveira, escreveu: “Sua batalha de vida vida na terra encerrou, mas ainda em seus últimos momentos deixou um exemplo e humildade a todos nós”.

G1 SC

Publicidade