Aos 33 anos, Alcino Pasqualotto torna-se Presidente e Sócio majoritário da Construtora Pasqualotto

O empreendedor Alcino Pasqualotto, de 33 anos, acaba de assumir 60% do capital social da Construtora Pasqualotto tornando-se sócio majoritário e presidente da companhia. Esta é a consolidação de um processo de profissionalização da empresa que atuava até então de maneira familiar. Foram cerca de quatro anos de trabalho e desenvolvimento até chegar ao atual momento profissional.

Em 2015, na companhia do pai e fundador da empresa, Lindomar Pasqualotto, percebeu a necessidade da manutenção do crescimento sustentável que havia sido construído. Lindomar identificou no filho a visão de negócio e o deixou atuar. O objetivo era estar entre os 5% das empresas familiares que conseguem a estabilidade graças à profissionalização de gestão, comportamento e processos.


Para isso, desde 2017, a Pasqualotto vem passando por uma série de consultorias externas com foco na otimização dos trabalhos. Esta atuação orientou sobre a retirada da família, profissionalização do líder, contratação de novos pares de liderança e capacitação de toda a equipe dentro da companhia com foco para o resultado.

“Iniciamos em 1993 e, hoje, a Pasqualotto soma 48 torres entregues, sendo 274 mil metros quadrados já construídos e mais de 340 mil metros quadrados em construção. Estamos no páreo para celebrar uma das maiores metragens já construídas por uma construtora no Sul do Brasil. Nosso objetivo agora é estar entre as três primeiras”, destaca o empresário Alcino Pasqualotto.
Ele está à frente, por exemplo, do Yachthouse by Pininfarina, maior edifício da América Latina, previsto para ser entregue em 2020. O empreendimento tem 81 andares e 275 metros de altura, com incrível vista de Balneário Camboriú, o mais famoso balneário do Sul do Brasil.

E o homem de visão não para. Com a qualidade e a vocação empreendedora, além da apurada visão de negócio, ele está à frente de diversos outros projetos renomados e inovadores no segmento. A Construtora Pasqualotto deve atingir nos próximos anos R$ 9 bilhões de Valor Geral de Vendas (VGV) sendo que possui a maior parte de seu land banking em imóveis próprios, o que assegura a sustentabilidade de crescimento da construtora.

“Com todos os ajustes, e entendendo o porte do nosso negócio, consolido o controle das operações. A profissionalização já começou. Agradeço a cumplicidade de todos e, mais do que isso, a admiração e respeito pela nossa marca. Posso dizer que manterei os trabalhos dentro da mesma seriedade, retidão e em busca da manutenção do crescimento. Focaremos em nosso crescimento sustentável e farei jus ao lugar que me cabe hoje”, agradece o sócio majoritário da Construtora Pasqualotto.