Aparelhos roubados de hospital em Lages, foi vendido para empresário de BC

A Polícia Civil, através da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Lages, concluiu o inquérito policial que apurou o crime de peculato, previsto no artigo 312 do Código Penal, contra um agente público que prestava serviço no Hospital Geral e Maternidade Tereza Ramos (HGMTR), de Lages. Segundo o delegado Sérgio Roberto de Sousa, da DIC de Lages.

O agente público atuava na função de engenheiro clínico contratado pelo Estado de Santa Catarina.

As investigações apuraram que o suspeito se apropriou de três equipamentos (ventiladores pulmonares de transporte) novos destinados a nova ala que será inaugurada no Hospital, avaliados em mais de R$ 60 mil reais. De acordo com o delegado, o suspeito os revendeu para um empresário de Balneário Camboriú.

Após a descoberta do crime e do comprador dos equipamentos, a equipe se deslocou a Balneário Camboriú e mediante ordem judicial de busca e apreensão expedida recuperou os aparelhos.

O investigado foi interrogado e confessou em parte a prática do crime. Os equipamentos recuperados foram devolvidos ao Estado por meio do diretor do Hospital. O inquérito policial foi remetido para o Fórum e o investigado foi indiciado pelo delito de peculato.

Comente Abaixo