Após exame ocupacional, homem descobre faca encravada no peito há mais de um ano

Após um exame clínico ocupacional, o jovem filipino Kent Ryan Tomao, de 25 anos, descobriu que estava há 14 meses com uma lâmina de faca enterrada no peito. De acordo com o canal ABS-CBN, em janeiro de 2020, Tomao foi esfaqueado por um grupo de adolescentes, na cidade de Kidapawan, em Cotabato.

Jovem de 25 anos passou 14 meses com lâmina de faca enterrada no peito
Jovem de 25 anos passou 14 meses com lâmina de faca enterrada no peito – Foto: Kent Tomao/ABS-CBN News/Reprodução/ND

Na época, ele acabou encaminhado a um hospital público local. No entanto, a equipe responsável pelo atendimento tratou da lesão do paciente, sem que um exame de raio-x fosse realizado em algum momento.

“Eles apenas costuraram, porque o médico disse que o ferimento não era tão grave”, lembra Tomao.

Em entrevista a veículos locais, ele afirmou que sempre se perguntava por que o peito lhe doía quando o clima esfriava: “Não fazia ideia de que havia uma faca lá dentro”, pontuou.

Diante da surpresa, Tomao agora planeja regressar ao mesmo hospital onde foi atendido após levar a facada, para retirar lâmina de dentro do peito. “Espero que eles cuidem dos pacientes, porque o governo os paga bem”, pontuou.

Já outro paciente teve uma faca removida de dentro do crânio após 26 anos. No entanto, apenas recentemente, médicos do Hospital Shandong Qianfoshan, em Jinan, na China, conseguiram remover o objeto:

Um paciente idoso passou cerca de 26 anos com a lâmina de uma faca dentro do crânio – Foto: R7/Reprodução/NDUm paciente idoso passou cerca de 26 anos com a lâmina de uma faca dentro do crânio – Foto: R7/Reprodução/ND

Em 2012, ele procurou atendimento em Chingai, província onde vive, após desenvolver uma dor de cabeça crônica. Na época, Duorijie recebeu analgésicos e o procedimento cirúrgico continuo a ser descartado.