As Eleições 2020 passaram. E agora? – Coluna Ácido Úrico

Finalizada a corrida eleitoral de 2020 e os candidatos devidamente eleitos em Balneário Camboriú, resta a nós fazer as análises necessárias sobre os próximos 4 anos, a composição do Legislativo, a votação dos candidatos e, principalmente, a preferência e o novo perfil do eleitor.

Mudou

Não é de hoje que tenho falado que o perfil do eleitor mudou nos últimos 10 anos. A maneira do dono do voto analisar suas escolhas. Quem achou que a eleição de 2018 foi um termômetro para as municipais, estava muito enganado. Outra coisa que sempre falei, são situações muito diferentes e realidades distintas. Não tem como comparar.

Mudou II

Quem apostou em uma bela campanha pelas redes sociais no estilo Bolsonaro, caiu do cavalo. Gastar fortunas com produção de vídeo não rendeu votos. A conquista o tão sagrado foi no téti-a-téti, gastando sola de sapato e mostrando trabalho. O que fez pela sociedade e o que vai fazer, foram importantes na hora da decisão do eleitor. Mais uma vez, a escolha foi por pessoas e não por legendas.

Pandemia 

Foi justamente a necessidade do téti-a-téti e da sola de sapato, que fez a votação ser diferente este ano. O mais votado foi eleito com míseros 1200 votos. Míseros sim, Lucas Gotardo, mesmo depois de 4 anos de mandato e uma presença constante nas redes sociais, encolheu 16 votos comparado a 2016. O mais votado na eleição passada levou com 1900 votos e em 2012 o primeiro lugar teve 2455 votos.

Pandemia II

Não acredito que as abstenções tenham sido responsáveis pela baixa votação para vereador. Não acredito que as abstenções tenham sido culpa da pandemia. Quem quer votar, vai e vota. O fato é que seguindo a crescente dos últimos anos, o eleitor tem optado por pagar a taxinha do que ir votar. Isso mostra o desinteresse do eleitorado na política e nos próprios candidatos. Camboriú, cidade vizinha e bem mais política, a abstenção foi bem menor.

Nova Câmara 

Finalizada a eleição, uma nova disputa já iniciou. A presidência do legislativo agora é a bola da vez. Faltando um mês para o fim do ano legislativo e a eleição da nova mesa diretora da Casa do Povo, as articulações já começaram para a próxima eleição vai rolar no ano que vem. Eu iria deixar uns conselhos para os que pleiteiam a cadeira mais desejada do legislativo, mas vou ficar quieto. Conselho bom não se dá, se guarda ou vende. E se alguém ouvisse algo que eu digo, muita coisa seria diferente. hahahahahahahaha

Nova Câmara II

Entre os novatos da Câmara estão Anderson dos Santos, Victor Forte, Juliana Pavan, Kaká Fernandes, Cristiano, Alessandro Teco e Eduardo Zanatta. Desejo um bom mandato a todos e que façam um bom mandato. Vão com calma, conheçam seus pares e lembrem-se que entender de política ou estar no meio da política, nem sempre te faz um bom político.

Representatividade 

Mais uma vez Balneário Camboriú perde em representatividade. Apesar de ter muitas mulheres no pleito, a Câmara elegeu titularmente apenas uma mulher. Esperamos que no andar da carruagem as suplentes assumam as cadeiras e mostrem a força das mulheres na política balnear.

Três mosqueteiros

Alguém tem notícias daquele trio que gravou uma mensagem de fim de ano em 2019? A turma do “somos diferentes”? Sumiram tudo. Tão no chazinho de laranja ainda?

Sem medo

O ex-candidato Fernando Ozawa, o “sem medo”, conseguiu a façanha de fazer 20% dos votos que teve para prefeito em 2016. Acho que a turma da esquerda não gostou da migração dele para o PSB. Depois de tentar brecar por diversas vezes o desenvolvimento da cidade com a construção da Big Wheel, o moço “sem medo” precisa rever seu talento para a política e, quem sabe, se dedicar mais ao direito. Não está fácil hein japa.

BC Port 

Depois de acusar Piriquito de querer “algo mais” para apoiar o seu projeto em 2016, mas ser patrocinador de Campanha do ex-prefeito esse ano, André Guimarães ficou meio desolado com o resultado. Me falaram até que ele saiu de alguns grupos de zap-zap da cidade com mensagem de despedida. Em Jaguaruna está saindo um loteamento com o nome “Balneário Nova Camboriú” e dizem as más línguas que o BC Port vai pra lá por ser o único “BC” que se tem chance. Leva casaco, vento “suli” lá é forte.

Quedele 

Por onde anda aquela turma da chuva de votos? Teve uns que disseram que fariam mais de 1000. Outros que disseram que fariam mais de 3000. Sumiu tudo. A turma no número do sapato nem vou dizer nada. Vou deixar para uma matéria especial junto com Bola Teixeira no Publixer. Entendidos políticos que não fizeram os dedos das mãos. Me divirto.

 

As Eleições 2020 passaram. E agora? – Coluna Ácido Úrico
Por Gian Del Sent 

Comente Abaixo