Assassino de Batatinha morre em confronto com a Polícia

A Polícia Militar foi acionada na noite desta quinta-feira (31) para verificar uma uma reunião entre faccionados de uma facção que atua dentre e fora dos presídios catarinenses, no Bairro Monte Alegre, em Camboriú.

De acordo com a denúncia, um dos homens que estaria no evento seria o autor do homicídio do rapaz conhecido como Batatinha, ocorrido na noite de quarta-feira (30), e que o mesmo estaria naquele momento de posse de uma arma de fogo em sua cintura, repassando inclusive as características dele.

As informações batiam com outros dados levantados acerca da autoria do homicídio ocorrido no dia 30, sendo um homem de 19 anos, com extensa ficha criminal (furto, desobediência, resistência, receptação, falsificação de documento, roubo e tráfico) e morador do local em questão apontado na denúncia.

Diante dos fatos, a PM se deslocou até o local observou suspeito em frente ao imóvel, mexendo em um objeto na sua cintura, vindo, na sequência, a adentrar no imóvel.

Após o suspeito entrar no local, a PM invadiu o imóvel e encontrou o homem manuseando uma arma de fogo. Diante disso, foi dado voz de abordagem, mas “o homem virou-se rapidamente para os policiais, apontado uma arma de fogo tipo pistola, sendo então repelida a injusta ameaça, sendo alvejado e vindo ao solo.”

Em revista às vestes do autor, a perícia encontrou no bolso de sua jaqueta mais 01 carregador de pistola calibre 380, carregado com várias munições.

Após os disparos, foi solicitado apoio de outras guarnições e acionado socorro médico, porém o homem não resistiu aos ferimentos e veio a óbito.

Foi acionado Polícia Civil, IGP e IML, os quais estiveram presentes para realizar os procedimentos de praxe.