Balneário Camboriú contabiliza mais de 8 mil atendimentos noturnos nas unidade básicas

As Unidades Básicas de Saúde (UBS) são a principal porta de entrada para a população receber atendimento no Sistema Único de Saúde (SUS). Entretanto, muitos não conseguem acessar esse serviço em função do horário de funcionamento.

Em Balneário Camboriú, a realidade é outra. Desde 2018, quatro unidades de saúde têm horário estendido até as 22h, o que possibilita que a população possa procurar atendimento médico após o horário de trabalho, além de diminuir a procura pelas Unidades de Pronto Atendimento (UPA).



O Governo Federal concorda: no dia 9, durante a Marcha dos Prefeitos, em Brasília, o Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, anunciou que as UBS que ampliarem o horário de atendimento receberão mais recursos federais. O objetivo é ampliar a disponibilidade dos serviços em horários compatíveis aos dos trabalhadores brasileiros, conferindo maior resolutividade na Atenção Primária.

“O resultado do horário estendido foi bem positivo. A ideia é ampliar para outros postos e buscar garantir mais qualidade nos atendimentos”, pontuou o prefeito Fabrício Oliveira.

No horário estendido, uma equipe formada por médico, técnico de enfermagem e enfermeiros faz o acolhimento da demanda espontânea e realiza consultas de enfermagem aos pacientes com dores agudas. Além disso, todos os encaminhamentos para especialistas, como pediatras e ginecologistas, passam por avaliação do enfermeiro ou clínico geral. “Esse acolhimento consegue desafogar os atendimentos na emergência do Hospital Ruth Cardoso e do PA da Barra, proporcionando mais qualidade aos atendimentos”, finaliza a secretária de Saúde, Andressa Hadad, ressaltando que mais de 8 mil pessoas já receberam atendimento noturno.

Veja quais atendimentos são oferecidos até as 22h

Nas Unidades Básicas de Saúde são oferecidos atendimentos em situações não agudas, de risco baixo ou moderado:

Risco baixo: situação que precisa ser manejada no mesmo dia pela equipe levando em conta o risco biológico e a vulnerabilidade e psicossocial. O manejo poderá ser feito pelo enfermeiro e/ou médico dependendo da situação. Ex: tosse sem sinais de risco, dor lombar leve, renovação de medicamento de uso contínuo, usuário que não conseguirá acessar o serviço em outro momento.

Risco moderado: necessita de intervenção breve da equipe, podendo ser ofertada inicialmente medidas de conforto pela enfermagem até a nova avaliação do profissional mais indicado para o caso. Ex: Crise asmática leve e moderada, febre sem complicação, gestante com dor abdominal, usuários com suspeita de doenças transmissíveis, pessoas com ansiedade significativa, infecções orofaciais disseminadas, hemorragias bucais espontâneas ou decorrentes de trauma, suspeita de violência.

Também é realizada orientação específica sobre as ofertas da unidade, adiantamento de ações previstas em protocolos (ex: teste de gravidez, imunização, renovação de receita, retorno de exame); e agendamento de intervenções.

Quando procurar o PA da Barra ou o Hospital Municipal Ruth Cardoso

Alto risco de vida: necessita de intervenção da equipe no mesmo momento, obrigatoriamente com a presença do médico. Ex: Parada cardiorrespiratória, dificuldade respiratória grave, convulsão, rebaixamento do nível de consciência, dor severa.

UBS com horário estendido até 22h:

UBS Ariribá, UBS Vila Real, UBS Barra e UBS Nações. A UBS Central  atende até às 19h.

Comente Abaixo
error: Este conteúdo é protegido. As fontes estão mencionadas no final da matéria.
%d blogueiros gostam disto: