Bandidos executam vítima durante assalto; um dos bandidos apareceu morto e o outro baleado

O músico Dick Mafra, 28 anos, morreu baleado por assaltantes na sala de casa, no bairro Armação, em Penha, na noite de quinta-feira. Um dos assaltantes foi encontrado morto no quintal da casa da vítima supostamente de causas naturais. O outro bandido deu entrada baleado no hospital Marieta. A polícia Militar diz que não de sabe quem matou o bandido ou como o outro se feriu. O caso será investigado pela polícia Civil.

A PM foi chamada por volta de 23h para atender a ocorrência.  Dois homens armados de pistolas invadiram a casa da rua Olíndio Rodolfo de Souza e  anunciaram o roubo.

Os dois assaltantes renderam o proprietário da residência, exigindo dinheiro e objetos de valor. O enteado do dono da casa, Dick, e sua namorada estavam em um quarto nos fundos. Pela porta, eles perceberam o assalto, se trancaram o quarto e fugiram pela janela.

O casal correu para o matagal num terreno vizinho e chamou a PM pelo celular. Os assaltantes foram atrás do casal e os rendeu. O casal foi levado para a sala da casa. Dick foi executado pelos bandidos  na frente da namorada e do padrasto. A vítima ainda foi levada ao pronto atendimento, onde a morte foi constatada.

Os assaltantes roubaram R$ 200 e fugiram, deixando uma pistola calibre 380 para trás.
Os policiais fizeram o isolamento da área para a realização da perícia criminal e dizem que encontraram um dos assaltantes morto no lado de fora da casa.

Não havia marcas de violência no corpo e ele teria morrido de causas naturais. O homem  estava com o dinheiro roubado da casa. O outro bandido fugiu e o moletom usado pelo assaltante foi encontrado na rua, sujo de sangue e com uma perfuração na altura da axila.

Mais tarde, o cara deu entrada no Hospital Marieta Konder Bornhausen, em Itajaí. A PM foi acionada e constatou que era o segundo assaltante envolvido no latrocínio. A PM não sabe se as vítimas reagiram ao assalto e por isso houve os disparos. A PM também diz que não houve perseguição ao bandido baleado e não sabe como ele foi atingido.

As circunstâncias e detalhes do crime serão apuradas agora pela polícia Civil.

Diarinho