BC está entre as cidades que mais abriram empresas em SC

Balneário Camboriú está no sexto lugar nos rankings das 50 cidades catarinenses que mais abriram empresas neste ano e com mais empresas ativas. Os rankings foram divulgados pelo governo do Estado na quarta-feira (11).

No primeiro ranking, Balneário Camboriú desponta com 3.359 empresas abertas, atrás de Florianópolis, Joinville, Blumenau, Itajaí e São José. No segundo, a cidade surge com 26.906 empresas ativas, atrás dos mesmos municípios.

Conforme notícia publicado no site do governo do Estado (https://www.sc.gov.br), Santa Catarina alcançou em setembro de 2019 a marca de 103.865 novos negócios, o que já supera o total de 2018, quando foram constituídas 86.043. São cerca de 12 mil empresas abertas por mês. O número representa o maior saldo de negócios em atividade desde 2013. Para o presidente da Junta Comercial do Estado (Jucesc), Juliano Chiodelli, a adoção do processo digital, que facilita a abertura de empresas, é um dos fatores que contribui para o aumento de registros no Estado.

Em Balneário Camboriú, abrir um negócio está mais rápido desde fevereiro de 2018, quando o Município instituiu o alvará online. “Esse processo foi muito elogiado pelos contadores e contribuintes. O sistema está 100% online, é ágil e rápido. Nos casos de baixo grau de risco ou sem grau de risco, o alvará fica pronto em até cinco dias. Nos casos de estabelecimentos com alto grau de risco, o alvará pode ser emitido em até 20 dias. Foi uma grande vitória para o município e para os empreendedores da nossa cidade. Em breve, esse processo também estará disponível para as empresas que são MEI (microempreendedor individual)”, diz o diretor de Arrecadação da Secretaria da Fazenda de Balneário Camboriú, Eduardo Mafra.

O alvará online faz parte da Lei da Desburocratização (nº 4091/2017), que institui tratamento diferenciado à microempresa e à empresa de pequeno porte com a simplificação do processo, unicidade cadastral e vinculação ao código nacional de atividades econômicas para todas as entidades. Antes de fevereiro de 2018, era preciso ir até a Secretaria de Fazenda para pegar o alvará e enfrentar fila. Até 2017, o tempo médio de abertura de empresa era de 100 dias.

Comente Abaixo