Bolsonaro exonera ministro do Turismo Marcelo Álvaro Antônio

O presidente Jair Bolsonaro exonerou o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, do cargo que ocupava no governo. O decreto foi publicado na edição desta quarta-feira (6) do Diário Oficial da União e não traz justificativas para a medida.

A exoneração foi assinada por Bolsonaro na terça-feira (5). Antônio tomará posse como deputado federal na Câmara, já que na última sexta-feira (1º) não participou da cerimônia. O governo ainda não se manifestou se retornará ao cargo após assumir mandato parlamentar.

Reportagem da Folha de S. Paulo divulgada na segunda-feira (4) aponta que o então titular do Turismo é responsável por esquema de direcionamento de verbas do fundo eleitoral a empresas ligadas ao seu gabinete.

Conforme a publicação, o PSL repassou R$ 279 mil a quatro candidatas após indicação do diretório de Minas Gerais — na época presidido por Álvaro Antônio. O valor representa o percentual mínimo exigido pela Justiça Eleitoral (30%) para destinação do fundo eleitoral a mulheres candidatas.

Ainda na segunda, o vice-presidente, Hamilton Mourão, afirmou que qualquer denúncia tem de ser apurada e que, se verdadeira, trata-se de um caso grave.