Camboriú gasta mais meio milhão de reais em painéis de autopromoção

Em meados de abril/maio do ano passado, 2021, a Prefeitura de Camboriú abriu uma licitação para registro de preços para a compra de 12 totens com painel de led. O objetivo dos totens nada mais é do que divulgar hora, temperatura e as ações da prefeitura.

Deste registro de preços a prefeitura comprou, em setembro do ano passado, 8 unidades para serem instaladas em locais específicos no município, no valor de R$ 535.440,00. Ainda há mais dois totens, de R$ 30.720,00 cada, disponíveis para a compra dentro do registro de preços.

Sem entrar no mérito da necessidade de gastar meio milhão de reais com isto neste momento, coloca-se em questão a real funcionalidade e eficácia dos aparelhos. A começar por sua configuração.

O painel de LED comprado é do modelo P4. Neste modelo a distância entre pixels (ponto de imagem) é de 4mm. Para ser ter uma boa definição de imagem, o painel deveria ter pelo menos o dobro do tamanho. Nas medidas de 1,96 x 0,96 metro, o painel terá uma resolução de 480×240 pixels. Praticamente um celular daqueles antigos, Sony Ericsson W100, em que a foto saia toda quadriculada.

Em resumo, um texto pequeno, visto de longe, não terá boa leitura. Visto de perto, já passou e não deu tempo de ler. Sem contar que os locais são vias de fluxo, o que também dificulta muito a leitura. O da Gustavo Richard, por exemplo, é do lado de uma faixa de pedestres. O motorista terá que olhar para onde?

Na questão publicidade, a prefeitura deveria se preocupar mais com transparência nas informações do poder público, que por sinal é objeto de ação judicial do Ministério Público, pedindo adequações na disponibilidade das informações. Divulgar suas ações, tem outros meios bem mais baratos para fazer.

Também não vou entrar no mérito de manutenção dos painéis, maioria vindos da China, e com oferta de peças e mão de obra especializada escassa no país. Tem ainda o fato do painel de led ser outdoor, mas muito perto do chão, com uma grande possibilidade de ser atingido por algo e não tem proteção.

Longe de mim ser negacionista. Mas vamos ser sinceros.
Com tantas outras prioridades no município, PRECISA DISSO? 


 

Camboriú gasta mais meio milhão de reais em painéis de autopromoção
Poucas e Boas – Por Gian Del Sent

Publicidade