Camboriú tem 8° morte confirmada esta semana. Número de mortes pode ser maior

A prefeitura de Camboriú divulgou o boletim do coronavírus neste domingo (19) confirmando mais 29 casos de coronavírus no município. Casos totais chegam a 1254.

De acordo com o boletim, dos 1.254 pacientes positivos, 957 pessoas já receberam alta e 16 pacientes vieram a óbito. No momento 281 pacientes encontram-se em tratamento, destes 256 estão em isolamento domiciliar e 25 internados.
Internados em leitos UTI – 10
Internados em leitos de Enfermaria – 15

Óbitos

Ontem e hoje, o município informou 4 óbitos. Neste domingo, a confirmação foi de uma idosa de 84 anos que possuía comorbidades.

Já de acordo com dados oficiais divulgados pelo estado, o município contabilizou 8 óbitos por covid somente nesta semana, entre os dias 13 e 19 de julho.

No mesmo período, a prefeitura de Camboriú divulgou 4 óbitos. Mas apenas 2 casos “fecham” com os dados divulgados pelo estado e um deles a idade é parecida. Os dois casos divulgados pela prefeitura que conferem com o divulgado pelo estado, são do professor Marcos Molleri e do vereador Zeca Simas. Ambos tiveram o óbito com grande divulgação da mídia.

Levando em consideração o número divulgado pela prefeitura e pelo estado, o município de Camboriú pode ter 10 óbitos confirmados só na última semana. Totalizando 22 óbitos na cidade.

Omissão de informações

Desde o dia 24 de junho, a prefeitura de Camboriú deixou de informar quantos pacientes “suspeitos”, com sintomas leves e sem teste realizado, estão em monitoramento.

Desde o dia 8 de julho, a prefeitura também deixou de informar em quais cidades os pacientes de Camboriú estão internados. Seja em UTI ou em enfermaria, a informação foi omitida dos boletins.

Embora o Portal Visse tenha sido ofendido e atacado, muitas vezes chamado de Fake News, pelos cargos comissionados da prefeitura de Camboriú, essas informações que não batem e a omissão de outras informações, causam uma grande insegurança e tornam as informações divulgadas pela prefeitura nada confiáveis. É difícil ter uma real noção da pandemia na cidade, quando o poder público não ajuda.

Comente Abaixo