Candidata de Itajaí usava dinheiro do tráfico de drogas na campanha, diz polícia

A candidata a vereadora de Itajaí, identificada como Sandra Vanderline, 49 anos, foi presa e teve R$ 17 milhões apreendidos pela Polícia Civil de Balneário Piçarras nesta terça-feira, 27. Do montante, R$ 3 milhões foram apreendidos em espécie em reais e dólares, e R$ 14 milhões em bens.

De acordo com a Polícia Civil, Sandra utilizava o dinheiro do tráfico para fazer a campanha para ser vereadora. Ela realiza a campanha como Sandra do Parque das Palmeiras, pelo Partido Social Cristão (PSC). Entretanto, não há informações do quanto era usado.

Sanda foi presa junto com o marido, André Luiz Miranda do Nascimento, o Andrezão, 49. O irmão dela, Carlos Roberto Patissi, também teve a prisão decretada pela Justiça, porém não foi encontrado e está foragido. Ele foi um traficante conhecido em Itajaí na década de 1990.

Leia também: Candidata a vereadora é presa com 190 quilos de maconha e R$ 17 mil

Segundo a polícia, o marido de Sandra também já foi preso pela Polícia Federal de Itajaí. Ele ainda tem três condenações por tráfico de drogas na Justiça, sendo elas de 2007, 2011 e 2013. Contudo, ele tem prisões desde a década de 90 por tráfico de drogas e outros crimes graves.

A investigação durou nove meses. A operação é de combate o narcotráfico e a lavagem de dinheiro. Foram cumpridos outros 19 mandados de busca e apreensão.

Apreensão e operação

Em uma residência de Sandra e André a polícia apreendeu U$ 400 mil (dólares) e mais uma quantia em reais. Os três respondem por organização criminosa, lavagem de dinheiro e ocultação de dinheiro. O casal teve R$ 14 milhões em bens imóveis bloqueados pela justiça.

De acordo com o delegado Rodrigo Duarte, as investigações começaram em setembro de 2019, após a apreensão de duas toneladas de maconha. A ocorrência foi em Barra Velha e em um sítio em Piçarras, no litoral catarinense.

Segundo a investigação, Sandra lavava o dinheiro do tráfico de drogas fazendo a compra de imóveis. A polícia civil encontrou R$ 50 mil com a candidata no bairro Ressacada, em Itajaí. Já a maior parte do dinheiro, em dólares, estavam escondidos dentro de armários e uma cama, em um imóvel em Penha.

A polícia também conseguiu bloquear 22 imóveis em Barra Velha, Imbituba, Itajaí, Navegantes, Penha e Piçarras. Além de cinco veículos de luxo, outros relógios e joias. Foi apreendida também uma pistola calibre 380. Para informar a  polícia Civil sobre o paradeiro de Patissi é preciso acionar o telefone 181.

Após o cumprimento das buscas e das prisões, o delegado Rodrigo Andrade, responsável pela operação, tem 30 dias para concluir as investigações. Portanto, outros imóveis ainda podem ser identificados e apreendidos.

Confira a nota oficial do PSC:

A direção municipal do Partido Social Cristão recebe com absoluta surpresa a notícia da prisão da Sra. Sandra Vanderlinde.

Esclarece, ainda, que o partido não se responsabiliza por eventuais praticas delituosas de seus filiados, simpatizantes e repudia qualquer ato contrário à lei e aos princípios cristãos do Partido.

Oportunamente informa que as providências disciplinares cabíveis serão tomadas no tempo apropriado através da comissão de Ética do partido, respeitando o devido processo legal.

Direção municipal de PSC/Itajaí

 

O Município

Comente Abaixo