Carro encontrado no Rio Piçarras pertence a fiscal desaparecido em Navegantes

Carro foi retirado do fundo do rio Piçarras (Foto: Corpo de Bombeiros Militar de Navegantes)

O carro encontrado no fundo do rio Piçarras, na manhã desta segunda-feira, é o do fiscal desaparecido Edilson Joaquim Couto, 55 anos. O servidor da prefeitura de Navegantes desapareceu no dia 20 de janeiro.

As roupas, documentos e outros pertences encontrados no carro conferem com os do fiscal. A polícia Civil aguarda o exame de DNA pra confirmar se o corpo é mesmo de Edilson.

Além de fiscal, Edilson era proprietário do Bar do Negão. Na noite em que sumiu, ele fechou o bar na rua Advogado Arão Rebelo, no centro de Navegantes, por volta das 20, pegou o Cobalt, placa MCU 4164, e não voltou mais para casa.

As últimas informações repassadas aos familiares é que Edilson foi visto no Beach Bar, em Piçarras. As imagens das câmeras de segurança mostram Edilson sozinho no local. Desde então, a família não tinha mais notícias dele.

Carro foi retirado do fundo do rio Piçarras (Foto: Corpo de Bombeiros Militar de Navegantes)

Na manhã desta segunda-feira, um homem que fazia pesca de submarina encontrou o carro com o corpo no fundo do rio Piçarras. O Cobalt foi guinchado à superfície.

Segundo o delegado Saverio Sarubbi, tudo que tem dentro do carro pertence a Edilson. “Só não dá para afirmar em definitivo a identificação, pois depende de laudo pericial. Estava com as mesmas vestes do desaparecimento, carteira, documentos, dinheiro, nenhum sinal de violência”, informou.

Pelo avançado estado de decomposição, o exame de DNA será feito para confirmar a identificação. A  polícia trabalha com as hipóteses de acidente ou suicídio, mas ainda não descartou um homicídio.

Por Diarinho