Carta do Leitor – Colaboração para a Ciência

Com menos de um ano cientistas desenvolveram a vacina contra a Covid e com mais de cinco ainda não sabem ao certo o que causou o surto de microcefalia no Brasil em 2015. As pesquisas que encontram relação entre o Zika vírus e a microcefalia são inúmeras, no entanto insuficientes para comprovar tal teoria. Portanto continua a pergunta: O que causou o surto de microcefalia no Brasil em 2015?

A ciência deve buscar a verdade e não aceitar pesquisas direcionadas para atender a interesses individuais. No lugar de se promover eventos e financiar pesquisas para descobrir a causa do surto de microcefalia, direcionaram as pesquisas financiando e promovendo eventos sobre o Zika vírus.

Canalizaram as pesquisas para o vírus, por isso as temos em grande quantidade. Mas onde estão as pesquisas para descobrir a causa do surto de microcefalia no Brasil em 2015? Se não foi o Zika vírus, qual foi a causa? Se foi o Zika, onde estão as pesquisas que comprovam essa teoria?

Alguns cientistas acreditam que “quando existem muitas pesquisas sobre um determinado tema, isso já se torna uma verdade indiscutível”. Ou seja, se prendem a quantidade sem considerar a qualidade das pesquisas. Talvez por isso tenham direcionado as pesquisas para o Zika Vírus. Para desviar da causa e ocultar a verdade.

Esse mês (jun/21) houve manifestação a favor da ciência. Uma das notícias desse evento informa sobre os cortes na ciência promovido pelo atual presidente. Mas de que ciência estamos falando? A que busca a verdade ou a que tenta esconder? Qual o resultado das pesquisas sobre a causa desse surto de microcefalia? A verdadeira ciência precisa ser defendida e desenvolvida, assim como a falsa precisa ser combatida e detida.

Em 2014, meses antes de começar a nascer crianças com microcefalia o ministério da saúde incluiu uma vacina no calendário das gestantes contra a coqueluche. Porque as pesquisas não consideram a hipótese de ter sido essa vacina quando aplicada nos primeiros meses de gestação? Existe interesse em se descobrir a real causa desse surto de microcefalia? Ou colocaram interesses individuais a cima da ciência?

Acredito que, tanto quanto o conhecimento, os cientistas precisam de valores como honestidade e responsabilidade para desenvolverem a verdadeira ciência. Vamos procurar a causa do surto que deixou no Brasil mais de 3.000 crianças com microcefalia em 2015, fora o número de mortos. Que os pesquisadores divulguem seus trabalhos, já que houve tempo e recursos para essas pesquisas. Penso que assim também colaboramos com a ciência, buscando e divulgando a verdade.

 

Via Leitora
Rosita Capelo Fonteles
[email protected]