Cemitério de Camboriú tem túmulos abertos e ossadas expostas

Túmulos abertos. Caixões, ossadas e até mesmo corpos expostos. Água acumulada nas covas. Tampas de concreto espalhadas entre os jazigos. A situação do cemitério Jardim das Acácias, na região do Rio do Meio, em Camboriú, é de arrepiar.

Ontem, o vereador John Lenon (PSDB) encaminhou ao ministério Público um dossiê sobre a situação do local, com imagens onde aparecem caixões e corpos em decomposição à mostra, mergulhados em água da chuva. A prefeitura argumenta que o problema já é antigo e que construiu um outro cemitério para evitar problemas como o do Jardim das Acácias.
Para o vereador, o que falta é uma administração organizada nos dois cemitérios públicos da cidade, que possuem apenas três servidores para dar conta de todo o serviço de manutenção. O resultado, diz, são dezenas de túmulos abertos e quebrados e o que chama de “um problema sério de saúde pública”.



O parlamentar também se refere ao impacto emocional dos familiares das pessoas enterradas por lá, ao se depararem com um corpo ainda em decomposição boiando na tumba. “É uma falta de respeito com as famílias dos entes sepultados em nossos cemitérios”, afirma.
Segundo o vereador, a situação dos cemitérios da cidade já se arrasta há anos. Ele próprio, afirma, já havia apresentado diversas indicações para a prefeitura, solicitando a manutenção e a ampliação do cemitério do Rio do Meio.

O dossiê dos cemitérios de Camboriú foi entregue ao final da tarde de ontem. A promotoria ainda vai avaliar o teor das denúncias.

O que diz a prefeitura

Ontem, depois da denúncia do vereador John Lenon, a prefeitura foi até o cemitério Jardim das Acácias e fez uma limpeza geral.
Em nota oficial, a prefeitura diz que já há alguns meses identificou a depredação de túmulos naquele local e constatou a existência de túmulos abertos, inclusive com lixo e entulhos dentro.

Segundo ainda a prefeitura, o Jardim das Acácias está sendo ampliado e por lá se pretende construir um ossuário, para onde serão transferidos os restos mortais dos túmulos abandonados.
Hoje, Camboriú tem três cemitérios. O do centro e o do Rio do Meio são administrados pela prefeitura. O outro cemitério, na localidade de Caetés, é de uma comunidade religiosa. A prefeitura informa que tem a intenção de construir mais um cemitério na cidade.

Por Diarinho

Comente Abaixo