Cinco cidades catarinenses têm nota máxima em relação ao turismo

Balneário Camboriú, Bombinhas, Itapema, Florianópolis e Joinville atingiram nota máxima na avaliação do Mapa do Turismo 2019-2021, divulgado em agosto pelo Ministério do Turismo. Além deles, outros 172 municípios de Santa Catarina também integram a listagem feita pelo Governo Federal.

O Ministério classifica as cidades em cinco conceitos nomeados de “A”, “B”, “C”, “D” e “E”. Essa classificação é feita levando em conta variáveis como a quantidade de estabelecimentos de hospedagem, número de empregos gerados por esses locais e a arrecadação de impostos federais destes.

A classificação também leva em conta a estimativa de visitantes brasileiros e do exterior que vão aos municípios. Os dados do levantamento são cruzados e as cidades que possuem médias semelhantes são agrupadas em um mesmo conceito.

Cidades “A” são aquelas que possuem um forte aparato econômico para a área, com atrativos turísticos e um sistema hoteleiro completo. Segundo o levantamento, 62 municípios do país tem o conceito mais alto, o que representa 2,30% de todos os listados.

“Reunir os municípios em categorias é uma maneira de facilitar o investimento, de identificar e trabalhar potenciais semelhantes, é uma maneira melhor para ‘enxergar’ a realidade turística, determinar os papéis e desenvolver ações e políticas públicas”, destaca a coordenadora do curso de Gestão em Turismo do IFSC (Instituto Federal de Santa Catarina), Fabiana Delamare.

Estados que guardam algumas características com Santa Catarina tiveram resultados piores em relação a quantidade de cidades conceito “A”. É o caso do Espírito Santo, que tem apenas a Capital Vitória, e o Maranhão com São Luís.

A praia de Canasvieiras, no Norte da Ilha de Santa Catarina, que terá a faixa de areia alargada – Foto Flavio Tin/ND

Cidade nota A, Florianópolis investiu em infraestrutura e promoção turística

Figurando entre as 62 cidades com melhor avaliação no Mapa do Turismo, Florianópolis recebeu um grande investimento no setor de turismo voltado principalmente para a melhoria na infraestrutura das praias e em eventos que estimulassem o setor durante meses de baixa procura.

“Desde que assumimos a prefeitura nosso trabalho se concentrou em quatro eixos principais: integração com o setor privado, melhoria na infraestrutura, promoção turística e inteligência”, afirma o secretário de Turismo, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico, Vinicius de Lucca Filho.

Durante a última temporada de verão foram instalados 40 chuveiros nas praias da Capital. A meta para este ano é instalar outras 50 unidades. “Nós recebemos relatórios sobre os espaços públicos da cidade e vamos estruturando as ações a partir disso”, comenta Vinicius.

Foto Destaque: Renato Soares/Divulgação/ND

Comente Abaixo