Climão no governo, mas nem tanto assim

É inegável que existe um climão no governo de Balneário Camboriú. E se engana quem ache que isso venha depois da eleição da Câmara. O climão existe faz muito tempo.

Embora a eleição da Câmara tenha contribuído, acredito que chegaram a conclusão que chumbo trocado não dói e tudo deve continuar de boas e com o climão padrão dos quatro primeiros anos. O mesmo que existe desde o começo e se evidenciou na campanha de 2018, quando os comissionados torceram o nariz para apoiar Carlos Humberto. Assunto que já falei por aqui.

E antes que me perguntem, eu respondo: Logo, logo vou falar sobre a eleição da Câmara. Mas já adianto: Quem traiu primeiro? e repito o que falei acima: Entre Podemos e PL, chumbo trocado não dói. 

Dudu 

Acredito que a poeira da Câmara e a revoada de cargos do PL exonerados já deve estar baixando. O PL está mais firme do que nunca no governo, assumindo uma pasta importante como o BC Previ Funservir (corrigido). Quem assume o Instituto de Previdência Fundo de Assistência à Saúde do Servidor Público de BC é Eduardo Mafra, o Dudu, que inclusive disputou as eleições para vereador pelo PL ficando na 3° suplência com 708 votos.

Bode Expiatório

Muitos cargos ligados ao PL ainda permanecem intactos, e não tem previsão nenhuma que sejam desligados tão cedo. Teve até mais alguns entrando além de Dudu. O que mostra que apenas Cristiano saiu como traidor e as indicações dele caíram logo nas primeiras semanas pós embate.

E os demais?

Enquanto isso, vendo as últimas portarias, vi pessoas ligadas a Gelson Rodrigues caindo. Uns saindo e não voltando mais. Outros em situação bem diferente do que estava na pré-eleição. Vai entender. No caso de Gelson em específico, é algo a ser estudado. Já na pré-eleição era claro tudo que estava para acontecer. Mas isso falo em outra ocasião.

E os demais? II

Muitos aliados continuam ficando no vácuo sem sentar para resolver suas situações com o chefe do executivo. O prefeito continua se esquivando de conversas com quem ele precisa pagar algumas faturas. Mas sobra tempo até para conversas com apoiadores apaixonados do ex-prefeito Piriquito na região sul da cidade. Cada coisa.

Extra-extra

Ferveu a matéria publicada pelo Portal Visse falando sobre a situação ilegal que atua a empresa Consulcon. Hoje rolou uma reunião grandona em que foi determinado aos agentes de trânsito que nenhum veículo seja removido até a segunda ordem. O motivo? A falta de uma empresa licitada para isso. Acredito que a PM deva seguir o mesmo caminho.

Aliás, o trabalho da PM acaba sendo prejudicado por uma falha gigantesca do município, principalmente em meio a uma operação grande que acontece em toda a região do 12° BPM. Pelo menos a PMSC tem um bom espaço no batalhão, caso precise de remoção.

Extra-extra II

Embora teve gente que acusou a reportagem de politicagem, tenho a dizer que todo assunto é desconhecido até que se venha a tona. Esse foi o papel da matéria, trazer para o conhecimento do público o problema que está acontecendo. Tanto é verdade que veio a determinação aos agentes de transito da cidade.


Climão no governo, mas nem tanto assim
Coluna Ácido Úrico – Por Gian Del Sent