Colégio de Camboriú promove Mostra de Robótica Sustentável

Uma mão mecânica capaz de reproduzir a linguagem de Libras e um navio que explica o Código Morse, sinal codificado enviado em intervalos, estão entre os cerca de 30 projetos que serão expostos durante a Mostra de Robótica Sustentável promovida pelo Colégio Visão Camboriú. O evento será realizado no dia 1º de novembro, a partir das 14 horas, no Ginásio de Esportes Irineu Bornhausen, no centro de Camboriú. Toda a comunidade está convidada a participar.

Os projetos foram produzidos a partir de materiais reutilizáveis como papelão, MDF, isopor, palitos, junto a placas de arduino, bobinas, fontes, entre outros. Os alunos da escola, do Nível V ao 3º ano do Ensino Médio, confeccionaram as peças em sala de aula ao longo deste ano. Cada projeto possui um tema específico e está relacionado a assuntos trabalhados em outras disciplinas.

Segundo a coordenadora pedagógica, Leila Guimarães Lopes de Wergenes, a mostra nasceu de uma gincana anual, com o intuito de dar novos destinos aos lixos eletrônicos descartados em casa. “Após a arrecadação, mostramos aos alunos que é possível transformar materiais do dia a dia em boas ideias. O objetivo desta edição é mostrar para as outras escolas do município, assim como para a comunidade, que a iniciativa possível e incentivá-las a realizarem o mesmo trabalho”, explica.

Aulas de robótica – Há cinco anos, o Colégio Visão Camboriú instituiu a disciplina de Robótica Educacional na grade curricular. As turmas têm aulas uma vez por semana e aprendem sobre linguagem de programação, áreas de mecânica e elétrica, além de reforçarem conceitos de ciência, física, história, matemática e raciocínio lógico. “Trata-se de um projeto permanente instituído para engajar os conhecimentos através da interdisciplinaridade”, aponta a diretora pedagógica, Raquel Linhares.

Para o diretor, Carlos Roberto Linhares, o avanço tecnológico é uma realidade de todas as famílias, o que atrai ainda mais os alunos para as aulas. “Ensinamentos como esses despertam a curiosidade das crianças e adolescentes e fazem com que se comprometam com os projetos. Os itens produzidos em sala, expostos também na Mostra de Robótica, comprovam que é possível criá-los de forma sustentável e sem custos”, pontua.

As aulas de Robótica Educacional iniciam no Nível V e seguem até o 3º ano do Ensino Médio, ministradas pelos professores Ailton, Alcindo e Murilo. Os alunos menores aprendem conceitos básicos sobre linguagem de programação, como algoritmo, enquanto os adolescentes dos anos finais confeccionam os projetos.

Conheça alguns projetos

Comente Abaixo