Com 3 obras inacabadas, Camboriú quer construir mais uma escola

A prefeitura lançou neste mês de dezembro a licitação para a construção de mais uma escola municipal no Bairro Santa Regina. A escola com 12 salas será na Rua Jesuíno Anastácio Pereira, ao lado do CEI Professor Orlando Souza Filho.

Com o custo estimado em mais de 3 milhões de reais, a sessão de licitação acontecerá no próximo dia 21 de dezembro. A prefeitura não anunciou oficialmente a obra, mas a licitação pode ser conferida no portal da prefeitura.

Investimentos em educação são sempre bem-vindos. O problema é que existem 3 obras de escolas inacabadas, atrasadas e não há nenhuma previsão de entrega por parte da prefeitura.

OBRAS INACABADAS

CEDRO

Iniciada em janeiro de 2019, com um custo de aproximadamente R$ 4,5 milhões de reais, a escola que está sendo construída no Cedro é o primeiro exemplo disto. Depois da obra passar mais de um ano parada, a construção foi retomada este ano, mas ainda está 44% concluída, muito longe de ser entregue.

Foto: Vistoria realizada pela prefeitura ao FNDE em 29/11/2021
Foto: Vistoria realizada pela prefeitura ao FNDE em 29/11/2021

JARDIM EUROPA

Outro exemplo, que também iniciou em 2019, é a obra da escola do loteamento Jardim Europa, no Santa Regina. A obra está parada a quase 2 anos, com um custo de R$ 4,5 milhões de reais e apenas 25% concluída. Nas chuvas que aconteceram na metade de 2021, toda a área da escola ficou embaixo da água.

Foto: Vistoria realizada pela prefeitura ao FNDE em 26/11/2021
Foto: Vistoria realizada pela prefeitura ao FNDE em 26/11/2021
Foto: Vistoria realizada pela prefeitura ao FNDE em 26/11/2021

SÃO FRANCISCO DE ASSIS

Com 96% da sua obra concluída há mais de um ano, a escola do Bairro São Francisco de Assis foi licitada em 2014 com um custo de R$ 1,1 milhão de reais. As obras atrasaram seu início e deveriam ser entregues ainda em 2016. A obra nem foi entregue e já está precisando de reparos, pois a ação do tempo já deteriorou boa parte da obra. Não há previsão de entrega.

Passados 5 anos da atual gestão, a secretária de Educação culpou a gestão anterior pelo atraso na obra.

Foto: Vistoria realizada pela prefeitura ao FNDE em 26/11/2021
Foto: Vistoria realizada pela prefeitura ao FNDE em 26/11/2021
Publicidade