Com discurso de economia, Câmara de BC gasta mais de R$43 mil em decoração, sem licitação.

Embora o discurso feito nos últimos dias pelo presidente da Câmara de Vereadores de Balneário Camboriú, Omar Tomalih, tenha sido de economia e promovido até reuniões com a imprensa para falar dos números, a prática tem sido um pouco contraditória quando o assunto é seu próprio gabinete.

A Câmara de Vereadores de Balneário Camboriú comprou nos últimos meses, mais de 43 mil reais em itens de decoração e móveis decorativos, para o gabinete da presidência da casa. Tudo sem licitação, e pelas características dos itens, fica difícil acreditar que houve reais cotações para as compras.

O presidente parece estar dando uma “garibada” forte na decoração e nas acomodações do gabinete da presidência, tornando o ambiente praticamente uma extensão da própria casa. Mas quem paga é o povo.

As compras tem sido feitas sem licitação, por compra direta, modalidade onde é apresentado no mínimo 3 orçamentos. Por se tratar de compra direta, não passa por processo licitatório e não consta no site da Câmara. Só aparece depois que a negociação já foi concretizada, no portal da transparência, o que evita especulações e críticas. Como a compra direta tem um limite de valor, os itens foram comprados separados e de várias empresas.

De castiçal a plantas

O que mais chama a atenção nas compras, são os itens comprados. Entre eles estão um castiçal, um porta livros e uma caixa de cristal com tampa de vidro, tudo em resina com pintura de prata envelhecida. Da mesma empresa, ainda foi comprado diversos vasos decorativos e enfeites para centro de mesa, tudo uma unidade cada. Os mimos custaram um pouco mais de R$ 3.450,00.

Também foram gastos quase R$ 11.000,00 com vasos e flores artificiais. Entre elas, dois exemplares de Ficus, artificiais, no valor de R$ 809,60 cada. Na compra ainda consta plumas, renda portuguesa, cicas, pleomélias, papyrus, britas e casca de pinus, tudo para garantir a beleza dos arranjos.

 

 

Ainda tem a compra de 5 cortinas, no valor de R$ 7.150,50 e mais um tapete e papel de parede por R$2.860,00. Para a sala de reunião, 9 confortáveis poltronas no valor de R$ 525,00 cada.

São vários itens que envolvem a “nova roupagem” do gabinete presidencial que tem até fechadura eletrônica com senha. Mas para encerrar, a salinha que é recebida as visitas, será contemplada com um estofado, uma mesa de canto, uma mesa de centro e duas poltronas “chiquérrimas”, que sairá por nada menos que R$ 6.369,00. Só as poltronas, giratórias, em madeira, custaram a “bagatela” de R$ 1.090,00, cada uma.

 

 

No total, os valores levantados pela reportagem no Portal da Transparência da Câmara, chegaram a R$ 43.073,90 e os números ainda podem ser maiores. Nada mal para um gabinete que já estava montado e estruturado quando foi entregue pela última gestão, inclusive com itens reaproveitados de dentro da própria Câmara.

Ilegal ou imoral, não sabemos informar. Mas é um descalabro saber que o povo está pagando estes tipos de luxos, enquanto muitos sequer tem um banheiro de alvenaria em sua casa.

Compra Direta

O número de compras diretas aumentaram consideravelmente nos primeiros seis meses da atual gestão da Câmara. Foram contratados serviços de valores altos, dentro do limite estipulado em lei, via compra direta. Entre eles, está a fiscalização das obras da Câmara e a instalação de passarelas para a colocação dos aparelhos de ar condicionado, ambas por cerca de R$29.000,00. Neste caso, as duas contratações foram de empresas de fora da cidade.

Números

Enquanto isso, os números da economia pregados pelo presidente existem somente na teoria. Ao mesmo tempo que corta de um lado, gasta em outro, como é o caso a pregada economia no corte de cargos.

O projeto, que nem foi votado na casa do povo, corta alguns cargos e funções gratificadas. Em compensação, cria outras, e no fim das contas empata tudo. O próprio projeto, em sua previsão de custos, diz que ele não tem por objetivo economizar, mas apenas “reestruturar”.

E os cargos não ocupados, se resume apenas ao de “Secretário de Finanças”. Pois até o de “Consultor Jurídico de Plenário” já foi ocupado neste ano.

Os números da economia, saberemos a verdade nos próximos meses e será assunto de outra matéria. O que sabemos hoje, é que o gabinete da presidência agora conta com uma decoração nova e refinada.

 

Fonte: https://www.balneariocamboriu.sc.leg.br/transparencia

Comente Abaixo