Coronavírus: Secretaria de Saúde aguarda resultado dos casos suspeitos em BC

Diante da situação causada pelo novo vírus de infecção respiratória, o coronavírus, a Secretaria Municipal de Saúde de Balneário Camboriú segue o protocolo da Organização Mundial de Saúde (OMS), o qual prevê que: para pacientes que viajaram aos países considerados de risco, ou tiveram contato com pessoas que viajaram para estes países nos últimos 14 dias, preconiza-se que estes pacientes entrem em contato preferencialmente com a Vigilância Sanitária por meio do número de whatsapp (47) 99243-4894.

Os pacientes que fizerem contato e se enquadrarem nos critérios receberão as orientações e a recomendação de permanecer em isolamento social, isto é, isolamento domiciliar. O objetivo desta medida visa evitar a disseminação do vírus, caso seja confirmada a doença.

Sobre a coleta, a Secretaria de Saúde informa ainda que o procedimento é realizado no mesmo momento que o paciente informar à equipe que viajou, ou teve contato direto com outras pessoas que viajaram para os países que estão em área de transmissão local.

A coleta é realizada em pacientes sintomáticos, conforme o protocolo da OMS. O procedimento é feito com swab, através de contato com a mucosa oral para coleta da saliva, e mucosa nasal para coleta da secreção.

Exames laboratoriais

Na sequência, os exames são encaminhados ao Laboratório Central de Saúde Pública (Lacem/SC) – órgão responsável no Estado em dar o encaminhamento de todas as coletas dos pacientes suspeitos para coronavírus ao laboratório do Instituto Adolfo Lutz, de São Paulo (único laboratório no Brasil que realiza o exame de contraprova).

Segundo informações do Ministério da Saúde, na região de São Paulo, levam-se até três dias para a entrega do resultado dos casos suspeitos. Conforme a orientação recebida, para a região Sul, o resultado pode levar de três a dez dias.

Sendo assim, os três casos suspeitos de Balneário Camboriú, que estão em isolamento social/domiciliar, tiveram a coleta feita no mesmo dia, seguindo o protocolo determinado pela OMS – que é de até 24h, e aguardam os resultados dentro do prazo.

As coletas dos três casos suspeitos em BC seguiram os protocolos e foram encaminhadas imediatamente ao Lacem. No entanto, segundo a Secretaria de Saúde, a data que o laboratório encaminhou ao Instituto Adolfo Lutz em São Paulo não é possível informar com precisão. Visto que, este é um protocolo determinado pelo Estado e, a partir disso, é feito o encaminhamento, seguindo as demais coletas de Santa Catarina.

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde esclarece que todas as medidas foram tomadas dentro dos prazos estabelecidos pela OMS, e as coletas para os três casos suspeitos para coronavírus em BC foram imediatamente realizadas e encaminhadas ao Lacem, com protocolo de entrada. Assim que forem emitidos os resultados, a secretaria divulgará à população se os casos são positivos ou negativos.

Até o momento, Balneário Camboriú registrou apenas três casos suspeitos e se mantém dentro do prazo determinado pelo Lacem no aguardo dos resultados de contraprova.

Lembrando que os casos considerados suspeitos são de pacientes que apresentam os sintomas e viajaram aos países considerados de risco. Os pacientes, bem como suas famílias, estão sendo acompanhados pela Vigilância Epidemiológica e foram notificados, conforme a Organização Mundial de Saúde.

Número de países monitorados

Foi ampliado para 27 o número de países que passam a ser monitorados pelo Ministério da Saúde, por apresentarem transmissão local do coronavírus. Desta forma, as pessoas que estiverem nesses países nos últimos 14 dias e apresentem febre e mais um sintoma gripal, como tosse ou falta de ar, serão enquadradas como casos suspeitos de coronavírus.

Casos no Brasil

Conforme informações do Ministério da Saúde, até terça-feira (3), permanecem dois casos confirmados e 488 casos suspeitos monitorados pela pasta. Até o momento, 240 casos suspeitos já foram descartados em todo o país.

Medidas de prevenção

As recomendações do Ministério da Saúde para evitar a proliferação do vírus são medidas básicas de higiene, como lavar as mãos com água e sabão, utilizar lenço descartável para higiene nasal, cobrir o nariz e a boca com um lenço de papel quando espirrar ou tossir e jogá-lo no lixo. Evitar tocar olhos, nariz e boca sem que as mãos estejam limpas.

Comente Abaixo