Corpos de jornalistas mortos em acidente na Colômbia chegam ao Brasil

Os corpos dos oito profissionais de imprensa, mortos no desastre aéreo em Medellín, na Colômbia, chegaram às 4h20min desta madrugada no Rio de Janeiro. De lá, os cinco jornalistas da RBS-SC partiram para Florianópolis às 5h20min e chegaram à Capital às 7h. Agora os jornalistas serão levados até a Catedral Metropolitana, onde haverá uma homenagem coletiva, por volta de 10h.

Já os outros três profissionais Globo, Guilherme Marques, Guilherme Laars e Ari de Araújo Junior, serão encaminhados até uma funerária, onde aguardarão a liberação para o velório coletivo na sede do Botafogo.



Os seis corpos dos jornalistas da Fox TV ainda estão em Manaus e aguardam a liberação de documentos para também seguirem para o Rio de Janeiro.

O repórter do Diário Catarinense, André Luiz Podiacki, e o cinegrafista Djalma Araújo Neto serão velados na capela do Cemitério do Itacorubi. À tarde, Podiack será sepultado no mesmo local e Djalma segue para o Cemitério Municipal de Canajurê.

Já o técnico de externas da RBS TV, Bruno Mauri da Silva, será velado no Campo do Avante, no bairro Pachecos, em Palhoça e sepultado no Cemitério Bom Jesus de Nazaré, no Bairro Passa Vinte, em Palhoça.

Giovane Klein Victoria, repórter da RBS TV, seguirá em voo fretado para velório no estádio do Futebol Clube Pelotas e depois seguirá para o cemitério da Comunidade São Marcos, em Passo de Salso.

O repórter do Globoesporte Laion Machado de Espíndula seguirá de Florianópolis em um carro funerário para Terra de Areia (RS). Lá, será velado no Cemitério Municipal São José, mesmo local do sepultamento.

Por Hora de Santa Catarina

Comente Abaixo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *