Criança de 3 anos é 3º caso suspeito de hepatite de origem desconhecida em SC

Santa Catarina registrou o terceiro caso suspeito de hepatite de origem desconhecida, informou a Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive) do estado nesta sexta-feira (13). O paciente é um menino de 3 anos morador de São José, na Grande Florianópolis.

Os outros dois são um adolescente de 16 anos e uma menina de 7. Os três pacientes são monitorados pelas Secretarias Municipais de Saúde, com apoio da Dive.

O caso do menino de 3 anos foi registrado na quinta-feira (12). Ele começou a ter sintomas em abril e, até esta sexta, estava internado em um hospital de Florianópolis. A criança teve o resultado negativo para os testes de hepatite A, B e C.

O jovem foi avaliado pelo hospital, mas não precisou ficar internado, conforme a Dive. Ele é acompanhado em casa pela própria diretoria e pela Vigilância Epidemiológica municipal.

Já o primeiro caso suspeito é o de uma menina que estava internada no Hospital Pequeno Anjo, em Itajaí. Ela teve inflamação do fígado, pele e olhos amarelados, náuseas, vômitos, diarreia e dor abdominal.

A menina recebeu tratamento e melhorou. Ela teve alta do hospital na segunda (12). O caso dela havia sido notificado à secretaria na sexta (6).

A Dive afirmou que os dois casos foram informados ao Ministério da Saúde.

Alerta

Em 27 de abril, o governo catarinense emitiu uma nota aos municípios alertando sobre casos da doença, de causa desconhecida, que têm sido registrados em crianças de vários países.

No Brasil, o Ministério da Saúde informou por nota na quarta (11) que monitora 28 casos suspeitos. A pasta orienta aos profissionais de saúde que suspeitas sejam notificadas imediatamente.

No mundo, mais de 200 casos foram identificados, especialmente na Europa. Nos Estados Unidos, 109 estão sob investigação. Na quinta-feira (5), Argentina e Panamá reportaram um primeiro caso cada.

O que é hepatite?

A hepatite é uma inflamação do fígado que pode ter diversas causas, desde infecções virais até consumo excessivo de álcool, alguns medicamentos e substâncias tóxicas. Os principais vírus que causam hepatite são A, B, C, D e E. Há ainda as hepatites autoimunes, que são doenças crônicas em que o próprio sistema imunológico do indivíduo ataca as células do fígado, causando inflamação e alteração da função do órgão.

Hepatite de etiologia desconhecida em crianças

A hepatite súbita e grave em crianças saudáveis é considerada incomum, segundo a Dive. Tanto que ela não está relacionada a qualquer um dos tipos comumente causadores da doença. Resultados preliminares dos casos de hepatite de etiologia desconhecida investigados até o momento apontam que não há relação da doença com a vacinação contra a Covid-19.

É importante que os pais e responsáveis fiquem atentos aos sintomas característicos de hepatite aguda nas crianças, como vômitos, diarreias, náuseas, dor abdominal e pele e olhos amarelados. Se houver qualquer suspeita, elas devem ser imediatamente levadas a um serviço de saúde para que possam ser avaliadas e tratadas de forma adequada.

Publicidade