Decretos sobre COVID serão transformados em orientações em SC

De acordo com a coluna do jornalista Anderson Silva ao Diário Catarinense, os famosos decretos com regras sobre a pandemia do coronavírus em Santa Catarina devem sair de cena. Em substituição, vão ganhar protagonismo as recomendações e orientações.

Foi o que disse o secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, no último sábado. Em suas redes sociais, ele publicou o vídeo em que concede uma entrevista a um veículo de imprensa.

Na gravação, André Motta destaca que a flexibilização das máscaras para crianças foi o primeiro passo no sentido de que se deixe de “tornar regra, decreto ou lei as atitudes e as formas que as pessoas enfrentam” a pandemia.

Ele citou o casos de outras doenças como H1N1, HIV e hepatite B em que as recomendações e orientações predominaram.

“A secretaria de Estado da Saúde e o governo se preparam que as recomendações de saúde sejam orientações sem obrigatoriedade por parte de decreto ou algum tipo de regramento” afirmou no vídeo.

Sobre a flexibilização das máscaras nas escolas, o secretário disse que o primeiro passo foi dados nos ambientes educacionais porque eles são locais “controlados” e sem forte impacto nos números da pandemia até o momento.

Publicidade