Defesa Civil confirma tornado no Oeste e governo anuncia apoio

Estudo conduzido pela Defesa Civil concluiu que os vendavais e temporais, registrados nesta quarta-feira (10) no Meio e Extremo-Oeste catarinenses foram causados por um tornado. O fenômeno atingiu  27 municípios e, apenas em Belmonte e Descanso, quase 500 casas foram destelhadas.

Os resultados da análise foram divulgados nesta sexta-feira (12), ocasião em que o governador Carlos Moisés esteve na região e anunciou medidas de apoio.

A Defesa Civil realizou levantamento com drone e entrevistou moradores. Também foi feita a análise detalhada de imagens, fotos, vídeos e relatos, além de consultas com especialista em tornados, dentre eles o Dr. Ernani Nascimento, da Universidade de Santa Maria.

De acordo com a Defesa Civil, imagens de satélite atestaram o desenvolvimento da supercélula de tempestade nas redondezas das cidades de Belmonte, Descanso e Iporã do Oeste, e então “o corte vertical da nuvem, indicando a evolução do sistema e, por fim, a formação de um tornado”.

Sequência de imagens mostra o corte vertical da nuvem, indicando a evolução do sistema e a formação de um tornado – Foto: Defesa Civil/Divulgação/ND

Com as imagens de satélite, também foi possível atestar a formação do “giro” que compõe o fenômeno. Pouco antes da ocorrência, a Defesa Civil emitiu um alerta de nível 3 (máximo), 96 de nível alto e 102 observações de nível moderado para a região.

Desde o registro do tornado,  bombeiros e a Defesa Civil dos municípios têm auxiliado os moradores com lonas, telhas e cestas básicas. Junto aos moradores, estão sendo realizados levantamentos das necessidades da população.

Não foram registradas vítimas fatais, entretanto houve feridos. Cerca 13 pessoas precisaram de atendimento hospitalar.

Governador anuncia ajuda

O governador Carlos Moisés também esteve na região na tarde desta sexta-feira (12), onde realizou um sobrevoo de helicóptero nos municípios atingidos pelo tornado. Por volta das 14 h, Moisés anunciou o desenvolvimento de um Plano de Apoio para os municípios atingidos, durante entrevista coletiva.

De acordo com o governador, o atendimento inicial às famílias, prestados pela Defesa Civil, está mais focado em fornecer lonas, telhas e cestas básicas. A Defesa Civil está deslocando material para a reconstrução dos telhados destruídos. O material deve chegar até este domingo (14).

Moisés também destacou que o governo está estudando um plano diferenciado para atender os agricultores da região que foram atingidos pelo fenômeno.

Por ND Online

Comente Abaixo