Descubra se você foi vítima do maior vazamento de dados do Brasil

Dados de 223,7 milhões de brasileiros foram vazados – Foto: Pixabay/Reprodução/ND

Após o vazamento de dados pessoais de 223,7 milhões de brasileiros, em 18 de janeiro, uma plataforma foi criada para mostrar quem teve as informações expostas na internet.

A página FuiVazado!, do desenvolvedor Allan Fernando, pede que o usuário indique o número do CPF (ou CNPJ) e a data de nascimento, sem exigir que nenhum login seja feito.

Ao disponibilizar essas informações, o usuário consegue ver se CPF, nome completo, data de nascimento, gênero e outros 37 itens foram vazados.

O número de dados vazados na ocasião é maior do que o da população brasileira — que tem 212 milhões de habitantes, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) — porque informações sobre indivíduos que faleceram também foram divulgadas no fórum.

Segurança

Em entrevista ao portal TechMundo, o criador da plataforma disse que, para mostrar o resultado aos internautas interessados, comparou os elementos encontrados nos bancos de dados vazados com informações cadastradas pelos usuários no site.

O desenvolvedor anunciou que a página tem a “exclusiva finalidade de servir de consulta para que todos os afetados pelo vazamento saibam se seus dados foram vazados e quais foram”, e que a plataforma armazena apenas nome completo, data de nascimento, CPF e gênero.

No entanto, o portal TechMundo afirma que o código-fonte da página não é aberto. Isso impede que o funcionamento real da plataforma seja conferido por terceiros. Além disso, segundo o portal, apenas o CPF seria suficiente para verificar se a pessoa foi afetada pelo vazamento, mas o site também exige a data de nascimento.

https://fuivazado.com.br/

 

ND Online