Duas pessoas ligadas a tabelionato de Balneário Camboriú morrem de coronavírus

Duas pessoas ligadas a colaboradores do 1 Tabelionato de Notas e Protestos de Balneário Camboriú morreram em decorrência do coronavírus nesta segunda-feira (22).

A senhora Nelma, mãe da Dra. Mariana Viegas, proprietária do Tabelionado, faleceu no hospital da Unimed da Cidade de Florianópolis/SC.

ERRATA 

O Portal Visse, em respeito a família enlutada e firmando o compromisso com a verdade, vem por meio desta nota corrigir nosso erro em publicar uma informação publicada erroneamente.  O senhor Aurino Antônio de Souza, pai de uma escrevente do estabelecimento, não faleceu em decorrência do COVID-19, conforme foi publicado equivocadamente pelo Portal Visse.  O senhor Aurino estava em tratamento contra um câncer em estágio avançado. Ele teve uma piora no quadro nos últimos dias e faleceu nesta segunda-feira (22), no hospital da Unimed da Cidade de Florianópolis/SC.

O Tabelionato ficou vários dias fechado após, oficialmente, 9 colaboradores terem testado positivo para coronavírus. Uma informação extraoficial informou a reportagem que mais da metade dos 40 colaboradores, estavam contaminados.

Na época em que os casos foram tornados públicos, o responsável jurídico pelo cartório atendeu a reportagem e explicou que houve confirmações para covid-19 no estabelecimento, mas que em momento nenhum as informações foram omitidas, pelo contrário, medidas foram tomadas para evitar maior contágio entre os 40 funcionários do local, além dos clientes.

Ele conta que os casos foram confirmados na semana passada, quando funcionários começaram a ter sintomas. O tabelionato garantiu a testagem de todos os funcionários por testes rápidos e também PCR. Nos testes rápidos houve casos positivos que foram imediatamente afastados. 

Comente Abaixo