Elias Maluco comete suicídio no presídio federal de Catanduvas

O detento custodiado no Presídio Federal de Catanduvas, Elias Pereira da Silva, conhecido como Elias Maluco, foi encontrado morto nesta terça-feira (22). Considerado um dos bandidos mais perigosos do País e um dos principais líderes do Comando Vermelho, Elias Maluco nasceu no dia 23 de maio de 1966 e era considerado um dos maiores traficantes de drogas do Rio de Janeiro. Ele foi preso em 19 de setembro de 2002, após uma cassada de três meses logo após a sequência do assassinato do jornalista Tim Lopes, em uma favela no Rio de Janeiro.

Elias Maluco teria tirado a própria vida em sua cela.

Cada detento fica em espaços individuais nas unidades federais e a princípio seria por enforcamento. Nas 5 estruturas existentes hoje no Brasil, Catanduvas, Mossoró/RN, Campo Grande/MS, Porto Velho/RO e Brasília/DF, estão custodiados  quase 750 detentos, cerca de 160 no presídio de Catanduvas.

O corpo do detento ainda passará por perícia e seguirá para o estado do Rio de Janeiro, sua cidade de origem, nas próximas horas.

 Nota do Depen

Em nota, o Departamento Penitenciário Nacional informa sobre o falecimento do preso Elias Pereira da Silva na tarde desta terça-feira (22/09/2020), na Penitenciária Federal em Catanduvas.

O local foi preservado até a chegada da Polícia Federal que foi acionada para fazer a perícia.

A família foi comunicada pelo Serviço Social da unidade. O Depen Informa, ainda, que preza pelo irrestrito cumprimento da Lei de Execução Penal e que todas as assistências previstas no normativo são garantidas aos privados de liberdade que se encontram custodiados no Sistema Penitenciário Federal.

Via: Redação/Juliet Manfrin – Foto: Aílton Santos

Comente Abaixo