Em busca de representatividade, pescadores do Pontal Norte criam associação.

Os pescadores do Canto Norte da Praia de Camboriú estão se organizando numa associação, preocupados com as mudanças que estão previstas ao local.

A Associação recebeu o nome de ASSOCIAÇÃO DE PESCADORES ARTESANAIS DO PONTAL NORTE E CANAL DO MARAMBAIA – APANORTEBC. E será presidida por Moacir Corrêa, tendo como vice-presidente Wanderley Nogueira da Costa, o “Capitão”.

Os pescadores mantêm trapiches no local há muitos anos e de vez em quando sofrem ameaças de mudanças, tanto por parte do executivo municipal, quanto do Ministério Público do Meio Ambiente.

Com promessas de que o poder público poderá fazer mudanças muito drásticas nos trapiches, eles estão se organizando em associação para reivindicar o direito de permanecer no local e escolher onde for melhor para as embarcações fluírem pelo canal.

Aceitam melhorias nas instalações, mas não querem mudar o local, pois a boca da barra do canal sofre muito com assoreamento e temem perder a mobilidade dentro do canal, se tiverem que mudar de lado do rio. “Tem que ficar do lado que tem água, não pode ser do lado seco, como querem alguns”, alertou o pescador Santo Bento, um dos mais velhos da Associação.

Com o novo molhe a antiga Lagoa do Canto passou a receber mais água, mas também ficará mais instável para as embarcações nos dias de mar mais agitado.

“Só queremos que o poder público nos atenda. Nós é que sabemos das nossas necessidades. Não adianta impor uma coisa que não servirá para nós” esclareceu o pescador Cláudio Rodemar Past

Para o Presidente Moacir Corrêa, a intenção da associação é resgatar a dignidade de uma ocupação que já foi a mais tradicional de Balneário Camboriú e buscar junto ao poder público a melhoria e o bem estar da categoria dos pescadores artesanais e buscar melhorias para o desenvolvimento do atividade profissional ou de lazer dos pescadores

Texto Assessoria de Imprensa

Comente Abaixo