Em operação contra pornografia infantil, PF prende três homens em Santa Catarina

Segundo a PF, duas prisões aconteceram em Joinville, no Norte, e uma em Florianópolis

Em uma segunda operação deflagrada na manhã desta quinta-feira, a Polícia Federal atua para reprimir o compartilhamento e a posse de imagens e vídeos de pornografia infantil na internet em Santa Catarina. Ao menos três homens foram presos em flagrante no Estado. Segundo a PF, duas prisões aconteceram em Joinville, no Norte, e uma em Florianópolis. A Operação chamada de Cabrera ocorre no Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

Em Palhoça, na Grande Florianópolis, os policiais cumprem um mandado de busca e apreensão na casa de um dos investigados. Já no Norte catarinense, ao menos cinco locais são alvo da polícia. No país, a PF cumpre outros 27 mandados judiciais em outros 16 Estados e no Distrito Federal.

De acordo com as investigações, foram reunidas informações e alvos de investigações em diversas cidades do país. Conforme a delegacia da PF na Capital, os suspeitos presos no Estado, entre 37 e 66 anos, trocavam os materiais através das redes sociais, e-mails e aplicativos de mensagens e vídeo.

Os presos nesta manhã devem responder pelos crimes de posse e compartilhamento de arquivos de pornografia infantil. As penas variam de um a seis anos de reclusão.

Nome da operação

Batizada de Cabrera, a operação presta homenagem a Araceli Cabrera Sánchez Crespo, uma menina brasileira de oito anos que foi sequestrada, violentada e assassinada em 18 de maio de 1973. O crime até até hoje permanece impune.

Fonte: Diário Catarinense / DPF