Enorme massa de ar quente vai cobrir o Brasil de Sul a Norte com calor de 35°C a 40°C

Uma enorme massa de ar quente vai tomar conta do Brasil nesta semana de Sul a Norte, trazendo temperatura muitíssimo acima do normal para esta época do ano para a Região Sul e calor muito intenso no Centro-Oeste e outras regiões do país. Vários estados devem ter máximas próximas ou acima dos 40ºC.

A massa de ar seco e quente já cobre a maior parte do território brasileiro, mas durante os próximos dias vai avançar do Brasil Central e do Norte do país para as áreas das regiões Sudeste e Sul que ainda não sofrem a influência do ar tropical, o que vai determinar um aquecimento muito acentuado em centenas de municípios do Sul e do Sudeste que ainda estão com temperatura agradável.

A temperatura sofrerá uma escalada ao longo dos próximos dias, mas o calor mais intenso será sentido na grande maioria das cidades do Centro-Sul do Brasil na segunda metade da semana. A temperatura em 850 hPa, nível de pressão a 1500 metros de altitude e que é usado em Meteorologia para aferir o quão quente ou fria é uma massa de ar, vai chegar a valores de 24ºC a 25ºC do Rio Grande do Sul ao Mato Grosso.

Valores tão altos no caso do estado gaúcho somente são registrados em fortes ondas de calor e que durante o verão trazem máximas acima dos 40ºC. Como é agosto e o número de horas de sol menor que dezembro a março, o aquecimento acaba sendo menor, mas a massa de ar é tão quente que mesmo assim deve trazer máximas até 10ºC a 15ºC acima do que é normal para a época do ano no Rio Grande do Sul, o que não é comum.

CALOR NO CENTRO-OESTE

No Centro-Oeste, a temperatura se eleva muito neste começo de semana e o Mato Grosso terá máximas ao redor ou acima de 40ºC na capital Cuiabá e outras cidades todos os dias até o final da semana. O aquecimento será muito intenso principalmente a partir de terça.

No Mato Grosso do Sul, Campo Grande terá uma semana de tardes escaldantes com quase todas as tardes apresentando máximas de 36ºC a 38ºC, mas no interior do estado as máximas se aproximam e batem nos 40ºC. O tempo extremamente seco e quente fará com que o risco de queimadas dispare e ocorra um aumento dos incêndios.

SUDESTE

Na Região Sudeste, o interior paulista terá uma sequência de tardes tórridas, sobretudo em cidades mais a Oeste e ao Norte do estado de São Paulo com máximas entre 35ºC e 40ºC, sobretudo na segunda metade da semana. Na cidade de São Paulo, a temperatura mais alta se espera também entre quarta e sábado com máximas de 30ºC a 32ºC.

Já em Minas Gerais, a temperatura também sobe, mas não muito em relação que se agora se registra. O aquecimento será mais acentuado no Triângulo Mineiro com máximas de 35ºC ou mais em algumas cidades.

SUL DO BRASIL

No Sul do Brasil, com correntes de jato (vento) em baixos níveis da atmosfera trazendo o ar mais quente da Região Centro-Oeste, Paraguai e Norte da Argentina para o Sul do país, o aquecimento será mais acentuado que em muitas áreas do Sudeste. No Paraná e em Santa Catarina, as tardes mais quentes devem ocorrer no Oeste dos dois estados com máximas acima de 35ºC e até próximas dos 40ºC em alguns pontos.

No Rio Grande do Sul, o ar muito quente invade o território gaúcho entre terça e quarta-feira com acentuada elevação da temperatura. Na grande maioria das cidades do Estado, a tarde mais quente da semana deve ser a da quinta-feira.

Modelos vinham indicando que a sexta poderia ser tão ou mais quente que a véspera, mas hoje apontam que somente em áreas da Metade Norte a sexta seria ainda de muito calor. No Oeste, no Centro e no Sul haveria muitas nuvens e até instabilidade, frustrando elevação maior da temperatura.

MÁXIMAS ACIMA DE 35ºC NO RIO GRANDE DO SUL

As máximas no Rio Grande do Sul devem ser altíssimas para esta época do ano durante a segunda metade da semana, especialmente na quinta. Em Santa Rosa, a partir dos dados de hoje e sujeitos a mudanças, as máximas ficariam em 28ºC na segunda, 31ºC na terça, 32ºC na quarta, 35ºC na quinta e 34ºC na sexta.

Porto Alegre teria 22ºC nesta segunda, 26ºC na terça, 24ºC na quarta-feira, 34ºC a 35ºC na quinta-feira e 27ºC na sexta (a sexta-feira é o dia que poderá ter muita mudança de prognóstico). Assim, na Grande Porto Alegre e nos vales não se descarta 35ºC a 37ºC em pleno inverno na tarde da quinta.

Em Uruguaiana, a temperatura deve chegar a 32ºC na quarta e a 34ºC ou 35ºC na quinta. Em Santa Maria, o dia mais quente seria a quinta com 33ºC a 34ºC. Bagé pode ter 30ºC ou mais na quinta, quando Pelotas pode ter 30ºC a 32ºC. A quinta-feira deve ser o dia mais quente da semana também na Serra com máximas superiores a 30ºC em diversas cidades e que pode  atingir até 31ºC em Caxias do Sul.

FRENTE QUENTE

A MetSul Meteorologia trabalha com a possibilidade de o avanço do ar muito quente vir a organizar uma frente quente sobre o Rio Grande do Sul na quarta-feira, trazendo chuva. Esta é uma situação que será explorada nos próximos boletins. Frentes quentes não raro trazem chuva forte, muitos raios e granizo.

Modelos não indicam hoje uma condição de tempo severo relevante para a quarta no território gaúcho, mas o quadro exige atenção. A instabilidade se concentraria mais no Oeste, no Centro, Sul e Leste do Estado com a massa de ar quente ingressando pelo Noroeste e o Norte.

No final da semana, uma frente fria deve trazer chuva para muitas regiões do Rio Grande do Sul, especialmente no Oeste, no Centro e no Sul do Estado com ar quente ainda sobre o Noroeste e o Norte do Estado.

A sucessão de frentes e alternâncias de massas de ar fará desta semana muito complexa em previsão do tempo e é recomendável ficar atento aos prognósticos.

Por MetSul Meteorologia