Estado X Balneário Camboriú: A falta de diálogo também gera desinformação

A clara intenção política na falta de atenção do Estado com a cidade de Balneário Camboriú não prejudica apenas políticos e pessoas públicas. A infantilidade do governo Moisés frente a pandemia em ignorar os apelos da cidade, tem prejudicado principalmente a população.

A falta de diálogo é tão grande, que o Estado insiste inclusive em divulgar um número maior de infectados e até um óbito em Balneário Camboriú, atribuindo a cidade os casos de Camboriú que o município tem atendido.

Na noite de ontem, dia 15, mais uma vez, o Estado divulgou uma nota que apontava Balneário Camboriú com um número maior de casos do que o confirmado. De acordo com o boletim do estado, Balneário Camboriú está com 60 casos confirmados, quando o real número é 53, sendo 6 de Camboriú e mais 1 que sabe lá de onde o estado tirou. (provavelmente Porto Belo, que na conta do estado tem 5 e a prefeitura anuncia 6)

Nos óbitos, o Estado diz que Balneário tem 1 óbito e Camboriú tem outro. Sendo que os dois são da cidade de Camboriú, inclusive noticiado pela própria cidade.

Todas as diferenças nos números de casos já foram notificadas ao estado há dias e mesmo assim não foi corrigida a informação. O mesmo ocorreu com os óbitos acontecidos nesta semana.

Enquanto isso, a população sofre com a desinformação e convive com a desconfiança de não saber em quem acreditar.

Ignorados

Mesmo com o apelo voltado a usar o Centro de Eventos como um centro regional de triagem, para desafogar a demanda do Ruth e dar um atendimento mais digno a população regional, ou o pedido para a ativação do antigo Hospital Santa Inês junto a iniciativa privada, o Estado simplesmente não responde a cidade de Balneário Camboriú.

O Governo Federal mandou na última semana R$1,4 milhão como ajuda aos municípios no combate ao coronavírus. Do estado, a cidade tem recebido apenas o valor relativo a decisão judicial de manter as portas do Ruth Cardoso abertas.

Se for citar a parte política da história, Carlos Moisés teve 71,09% dos votos no segundo turno para governador em Balneário Camboriú. E mesmo assim, o prefeito tenta há mais de 8 meses uma audiência com o governador, sem resposta.

Moisés não honra nem mesmo os seus próprios eleitores. Tudo por picuinha política.

Comente Abaixo