Ex-candidato a vereador motorista de aplicativo é preso por assédio em BC

Uma adolescente de 17 anos, passou por um susto na tarde de quinta-feira, em Balneário Camboriú. Um homem que estava nu dentro de um Fox vermelho, por volta as 14h30, tentou puxá-la para dentro do carro. A menina correu e conseguiu ligar pro pai. O assediador foi detido instantes depois.

A menor usou as redes sociais na sexta-feira pra contar o trauma que passou e alertar outras mulheres sobre o assédio. O homem seria motorista de aplicativo em Balneário Camboriú e foi candidato a vereador nas últimas eleições no Rio Grande do Sul.

Segundo o relato da menor, ela estava fazendo o trajeto que sempre faz a pé, na rua do Fort Atacadista de Balneário, próximo à avenida do Estado Dalmo Vieira, quando o homem perguntou a hora. A vítima automaticamente olhou para o relógio.

“Quando levantei a cabeça, ele estava com o vidro todo aberto e deu para ver que estava pelado, se masturbando”, conta. Depois disso, o assediador tentou puxá-la pra dentro do carro. Nessa hora, a menina conseguiu correr e ligar para que o pai viesse socorrê-la

Deu tempo do pai chegar e eles encontraram uma viatura da polícia Militar passando, sendo possível parar e dar o relato. O carro do assediador continuava parado no mesmo lugar em que ele tentou agarrar a menor de idade. Os policiais o abordaram e foi todo mundo pra delegacia.

A menor conta que o acusado a olhou com “cara de assustado” Quando a polícia solicitou o reconhecimento, ela não conseguiu falar nada, mas o desespero da menina foi resposta para entendessem que tinha sido ele o assediador.

O acusado é F.G, 40 anos, natural de Gravataí, no Rio Grande do Sul. Ele chegou a ser candidato a vereador nas últimas eleições na cidade. Em sua ficha de candidatura, a ocupação está como “motorista particular”. Ele atuava como motorista de app em Balneário Camboriú.

A vítima contou que depois de seu relato publicado no Instagram, meninas da cidade gaúcha a procuraram para relatar situações parecidas de ataque do homem. A polícia Civil informou ao que foi lavrado Termo Circunstanciado por ato obsceno. O autor foi detido, mas depois liberado.

Com informações de Diarinho