Falta de UTI: Bebê de dois meses morre em hospital infantil em SC

Foto: Paulo Goeth | Governo de SC | DIvulgação

Um bebê de dois meses morreu em decorrência de uma parada cardiorrespiratória no Hospital Infantil Joana de Gusmão, em Florianópolis, no último sábado (11). O atendimento foi realizado pelos profissionais, mas a criança não teria resistido à espera de um leito de UTI, que não estava disponível.

Segundo informou por nota a Secretaria de Estado da Saúde (SES), nesta terça-feira (14), as causas da morte do bebê estão sendo investigadas. Porém, até o momento, não há qualquer confirmação de que o lamentável fato tenha ocorrido em decorrência da não transferência do paciente para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

“A situação está sendo averiguada junto à unidade hospitalar para entender a situação clínica do bebê recém-nascido desde a entrada no hospital até o momento do óbito. Assim que os fatos forem devidamente apurados, a SES emitirá nota oficial sobre o caso.”

Situação de leitos de UTI em Santa Catarina

Dados de leitos de UTI em Santa Catarina divulgados em 13-06-2022.

Olhando para os dados do Estado, que possui 93 leitos de UTI pediátrica ativos em Santa Catarina, 92 deles estão ocupados, sendo quatro com pacientes internados por Covid-19. Apenas uma unidade está livre, de acordo com as informações divulgadas nessa segunda (13), totalizando 98,9% dos leitos infantis ocupados.

Segundo boletim da prefeitura municipal de Florianópolis, também com dados dessa segunda-feira (13), 100% dos leitos de UTI pediátrica estão ocupados. São ainda 98.53% de ocupação na UTI adulto e 94.29% na neonatal.

Matéria completa no SCC10

Publicidade