Família Schurmann chega a Itajaí neste sábado

No dia 21 de setembro de 2014 a Família Schurmann partiu de Itajaí para mais uma aventura. Curiosos, eles navegaram inspirados em polêmicas teorias que apontam os chineses como os primeiros navegantes a darem a volta ao mundo. E foi assim que a própria Família Schurmann fez história. No próximo sábado (10) eles completam 812 dias de navegação e irão atracar novamente em Itajaí. A chegada da tripulação será às 15h na Marina Itajaí. Toda a população está convidada a participar.

A Expedição Oriente da Família Schurmann foi realizada a bordo do veleiro Kat, construído em Itajaí. Nele a família revisitou lugares incríveis, como a Polinésia Francesa e a Ilha de Páscoa; e reencontrou amigos feitos em aventuras anteriores. A tripulação formada pelo o Capitão Vilfredo e Heloisa Schurmann, Erika Cembe Ternex, Francesc Roig, Heitor Cavalheiro e Klaus Schlikmann passou por cerca de 50 lugares diferentes ao redor do planeta. Foram aproximadamente 30 mil milhas percorridas, distância equivalente a quase 50 mil quilômetros.

A viagem também trouxe novidades. Pela primeira vez em mais de 30 anos cruzando mares e oceanos do planeta, a Família Schurmann chegou à gelada Antártica e se encantou com a rica cultura oriental de países nunca antes visitados por eles, como o Japão e a China.

De acordo com pesquisas feitas pela equipe, o veleiro Kat foi o primeiro veleiro brasileiro a atracar em um porto chinês. Nos últimos cinco anos, apenas 10 veleiros estrangeiros conseguiram permissão para ancorar em Xangai. Assim, a primeira passagem da Família Schurmann pela China fica marcada para sempre na história dos aventureiros.

Passando por lugares surpreendentes, conhecendo e convivendo com culturas distintas e ampliando os laços de amizade com povos nativos encantadores e de lugares remotos do planeta, a Expedição Oriente garantiu à Família Schurmann – e a todos que acompanharam todos os detalhes pelas redes sociais, TV e noticiários – uma experiência inesquecível.

Com a Expedição Oriente, a Família Schurmann navegou por cinco Oceanos e infelizmente, a jornada reforçou que nosso planeta grita por socorro! Nossos mares estão bem poluídos e este não é um fato isolado. Muito lixo e plástico foram encontrados até mesmo em ilhas isoladas e inabitadas. Mas também se renovam as esperanças com os exemplos de cuidado consciente com o meio ambiente, percebidos na Austrália, na Nova Zelândia e na Polinésia Francesa, por exemplo.

Importante destacar também que, para partirem e retornarem em segurança, a Família Schurmann contou com a alta tecnologia e a inovação do veleiro Kat. Embarcação projetada e desenvolvida por brasileiros, que foi construída em Itajaí. Rápido e com muita estabilidade, o veleiro Kat é forte e seguro. A bordo da embarcação, a Família Schurmann navegou por mares tranquilos, mas também enfrentou e venceu grandes desafios, incluindo ondas de 6 metros de altura.

Comente Abaixo