Feriadão da independência não piorou a situação da covid em BC. E este não será diferente.

Muito se falou neste fim de semana sobre o movimento de turistas na cidade e o movimento na Praia Central de Balneário Camboriú. Mas afinal, o que podemos esperar do feriadão do dia 12 de outubro? Nada.

Por mais estranho que isso possa parecer, é uma realidade que vivemos recentemente quando, em 7 de setembro, “especialistas” do Facebook alardearam uma verdadeira catástrofe na saúde pública após 15 dias do feriadão.

Qual foi o resultado do feriadão de 7 de setembro com relação a contaminação por covid no município? Podemos dizer que Nenhuma. Muito pelo contrário, os números baixaram não só em Balneário Camboriú mas em toda região, levando a Foz do Rio Itajaí Açu descer de grave para alto na matriz de risco do Estado.

Em Balneário Camboriú os casos ativos, de uma maneira geral, baixaram entre os dias 8 e 22 de setembro, período de 15 dias após o feriadão.  De acordo com os números da vigilância epidemiológica, o fechamento das semanas variou em declínio de 212 no primeiro dia pós feriado para 143 pessoas em tratamento no último dia da segunda semana pós feriado.

O mesmo aconteceu com o número de novos casos registrados entre as semanas de setembro, onde na semana antes do feriadão a cidade registrava 147 novos casos. A primeira semana pós feriadão a cidade registrou 130, seguido por 111 novos casos na segunda semana e 79 novos casos na última semana do mês.

A melhora aconteceu não somente em Balneário Camboriú, mas em toda região da AMFRI, rendendo no dia 2 de outubro a melhora na matriz de risco, saindo da situação grave (larajna) para o risco alto (amarelo).

Porque Balneário voltou para laranja? 

As avaliações são por regiões, portanto toda e qualquer alteração na matriz de risco leva em consideração o desempenho dos 11 municípios da região da AMFRI. No dia 8 de outubro, uma semana após melhorar para o nível amarelo, a região voltou a ficar laranja.

Embora maioria dos municípios tenha apresentado bons resultados, a cidade de Itajaí teve uma elevação no número de contágio e casos ativos, que fez com que toda a região acabasse voltando para a situação laranja (grave). O próprio boletim do estado trouxe o seguinte texto.

A atualização do risco potencial das regiões do estado segue no mapa abaixo. Doze regiões do estado encontram-se em nível GRAVE de risco para COVID-19 e quatro em ALTO risco. A região de Foz do Rio Itajaí classificada em alto risco (amarelo) na semana anterior foi reclassificada para grave (laranja), motivada principalmente pelo aumento no número de casos observado.

Novas avaliações são feitas semanalmente e tudo pode mudar novamente no próximo boletim do dia 14.

O fato é que o feriadão da independência em Balneário Camboriú, que teve tanto movimento quanto o do feriado do dia 12, não traga resultados negativos. Vale lembrar que até a noite de ontem (11) a região da Amfri tinha apenas 15% dos seus leitos de UTI ocupados, nos deixando em uma situação bem confortável.

Estamos vencendo a pandemia, por isso os cuidados devem permanecer. Use máscara sempre e limpe mãos e superfícies com álcool em gel.

Comente Abaixo