Forças de Segurança se reúnem para discutir execução de plano estratégico

As Forças Integradas de Segurança se reuniram, pela primeira vez, nesta quarta-feira (27). Durante o encontro, foram definidas as datas de início das ações previstas nas metas de curto prazo. No início de março, foi assinado um acordo de cooperação técnica para integração das forças de segurança de Balneário Camboriú. A partir de abril, iniciam os cursos de capacitação, atividades educativas e a fiscalização de alvarás e ocupações irregulares.

Participaram desta reunião, o secretário de Segurança, David Queiróz, e representantes da Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Instituto Geral de Perícias (IGP), Conselho de Segurança (CONSEG), Guarda Municipal e Agentes de Trânsito.

De acordo com o secretário de Segurança, David Queiroz, as reuniões vão ocorrer mensalmente, conforme o Plano Estratégico de Segurança Pública. “Foi uma reunião muito produtiva, em que discutimos os mecanismos para pôr em práticas as metas traçadas, para melhorar a segurança da cidade”, explicou o secretário.

No dia 08 de abril será realizado o curso sobre “Abuso de Autoridade”. A ação faz parte da Meta 1 – Desenvolvimento de cursos de capacitação e aperfeiçoamento integrado.

No dia 10 de abril, inicia a Meta 3 – Desenvolver atividades educativas nas escolas e entidades públicas. Os integrantes, em grupos mistos, desenvolverão atividades educativas, como: curso básico de primeiros socorros, palestras sobre corrupção, palestra sobre drogas e cursos de educação para o trânsito.

Até o dia 12 de abril, a Polícia Militar já poderá fiscalizar a existência de alvarás em bares e restaurantes e determinar o fechamento no caso de ausência de alvará, ampliando o controle de postura e tornando a cidade mais organizada. Também terá poder de fiscalizar a existência de construções irregulares em áreas de risco e invasões em terrenos públicos.

Já iniciou na última semana, o Calendário de Operações Conjuntas, que ocorrerão semanalmente. Nas operações haverá fiscalização de bares e restaurante, áreas de invasões, ambulantes e blitz de trânsito.

Comente Abaixo