Funcionária forjou ataque em escola estadual de Massaranduba

Na noite desta segunda-feira, 17, a funcionária de uma escola estadual em Massaranduba – no Norte do Estado – alertou toda a comunidade alegando ter sofrido um ataque dentro da unidade em que trabalha. Ela chegou a efetuar cortes em suas pernas para garantir que não fosse desacreditada.

A mulher, de 52 anos, disse que um homem armado com uma faca teria invadido o colégio, no centro da cidade, com o intuito de furtar uma bicicleta. Segundo depoimento da suposta vítima, o homem teria pulado um muro da instituição e a teria esfaqueado.

Ela disse aos policiais que o homem teria fugido do local pelos fundos do colégio. A Polícia Militar de Massaranduba, com o apoio de policiais de Jaraguá do Sul, efetuaram buscas pelo criminoso. Enquanto isso, a mulher foi encaminhada ao hospital da cidade para tratar dos ferimentos.

Já no depoimento aos policiais, foram percebidas algumas incoerências. O primeiro fato que chamou a atenção, é que as câmeras de segurança da escola não flagraram, em nenhum momento, a invasão ou qualquer outra atividade do suposto invasor.

Pressionada, a mulher admitiu que havia inventado a história para atrair a atenção da população para a insegurança nas unidades escolares. Ela ainda confessou ter se auto lesionado para que sua história tivesse mais credibilidade.

A mulher foi conduzida à delegacia de Polícia por falsa comunicação de crime. Segundo informações, ela faz uso de medicamentos para ansiedade e já havia passado por acompanhamento psicológico no passado.

Por O Município