Golpista que enganava mulheres é preso em Balneário Camboriú

Um homem acusado de aplicar golpes financeiros em mulheres foi preso pela Guarda Municipal de Balneário Camboriú, em Santa Catarina, na noite desta sexta-feira (23).

Postagem de perfil que denunciava golpes de estelionatário que enganava mulheres e foi preso em Balneário Camboriú – Foto: Aline Teixeira Leite Camargo/NDPostagem de perfil que denunciava golpes de estelionatário que enganava mulheres e foi preso em Balneário Camboriú – Foto: Aline Teixeira Leite Camargo/ND

De acordo com informações da Guarda, uma mulher acionou os agentes após ter sofrido um suposto golpe, onde o homem teria tentado tira dela cerca de R$16 mil. Ela acusou o homem mesmo de ser um estelionatário que já havia aplicado golpes semelhantes em outras vítimas.

O crime

Segundo o relato da Guarda, a vítima havia marcado um encontro em um café no calçadão da Avenida Central. Quando percebeu o golpe, ela pediu apoio para que ele fosse conduzido até a delegacia para esclarecer os fatos.

Na delegacia, os agentes confirmaram que se tratava de um homem suspeito de ser um famoso estelionatário, que já teria feito várias vítimas.

O caso, inclusive, foi tema de uma reportagem do programa Cidade Alerta, que, denunciou os crimes por meiod e testemunhos de vítimas e apurou que ele já teria aplicado golpes em mais de 15 mulheres, tanto no Brasil, quanto em Portugal.

O número de vítimas é tão significativo que elas se uniram e criaram um perfil em uma rede social para denunciar os golpes e a vida de mordomias que o golpista levava, supostamente com o dinheiro que extraía das vítimas.

Segundo o peril, ele se identifica como Danilo de Souza Melo e se passa por diretor de um fundo de investimentos. Ainda segundo as informações divulgadas pela rede social, para encontrar possíveis vítimas o suspeito começa a frequentar lugares populares em cidades badaladas, cria um círculo de amigos e passa a selecionar as vítimas.

Veja a reportagem do Cidade Alerta que identificou uma série de testemunhas que acusam o homem de estelionato:

ND Online