Guilherme Biteco fala em chance de jogar na Chapee e a dor pela perda do irmão: “Não caiu a ficha”

02 de janeiro de 2015 - Apresentacao dos novos jogadores do ceara para a temporada 2016,meio campista,guilherme biteco.

Guilherme Biteco voltou aos gramados pela primeira vez após a morte de Matheus Biteco. O irmão caçula de Guilherme foi uma das vítimas da tragédia com o avião da Chapecoense, matando 71 pessoas na Colômbia. O jogador falou da emoção de seguir o sonho do irmão e a dor que sente neste momento:

– Legal essa iniciativa do D’Alessandro. Esse jogo foi o primeiro depois de perder o meu irmão. É diferente, difícil. Principalmente, quando ouvi o “vamo, vamo, Chape”.
É aprender a lidar com essa dor. Não caiu a ficha. Essa dor que eu estou sentindo é uma dor que não quero que ninguém sinta. É seguir o meu sonho, com o sonho dele também – disse Guilherme, no intervalo do Lance de Craque.

Emprestado do Barra FC, de Santa Catarina, ao Ceará em 2016, o meia garantiu que está em negociação com um clube brasileiro para permanecer no país no ano que vem.
Um destes clubes seria a Chapecoense, onde estava o irmão.

– A Chapecoense também tem chance – disse, sem dar mais detalhes.

ZH Esportes

ZH Esportes
Comente Abaixo