Homem que caminhou mais de 900km chega a Brusque e encontra Luciano Hang

Samuel Miranda que caminhou mais de 900 km para encontrar o brusquense Luciano Hang, chegou a Brusque nesta segunda-feira (23). O pequeno empresário saiu de Guaratinguetá, em São Paulo, no dia 26 de julho, com um único objetivo: pedir ajuda a Hang.

A ideia de Miranda surgiu após o seu empreendimento ir à falência. Sem desistir dos sonhos, ele pediu dinheiro emprestado e, com a ajuda de um primo, criou seu novo comércio com a venda de pizza seca, e se destacou entre os negócios da cidade.

Encontro aconteceu nesta terça-feira, 24, na sede administrativa da rede em Brusque. Samuel foi recepcionado pela equipe e pelo próprio Luciano Hang.

Quer saber como foi? Acessa o Instagram do Samuel no link https://www.instagram.com/pizzap_oficial/

História

Casado e pai de duas crianças, o empresário conta que apesar do sucesso, o lucro não é suficiente para colocar as contas em dia. Na busca por alternativas, Miranda diz que pediu direção a Deus para que ele o ajudasse a alavancar a empresa.

“Fiquei observando meu primo e o sobrinho dele fazendo as pizzas secas e vi que estava bem árdua a produção. Estamos nos dedicando o dia todo e a produção ainda está pouca em vista da demanda diária.”

Segundo ele, há alguns dias, um amigo pastor foi até o local retirar uma pizza e ele fez uma oração para abençoar o negócio do empresário. Ele conta que durante a oração, sonhou com um caminhão azul escrito PIZZAP com letras brancas.

A partir disso, ele pediu então para que Deus mostrasse aquilo que ele não conseguisse ver.

“De repente como um flash, Deus colocou no meu coração, vá até o dono da Havan, Luciano Hang, e ofereça seu produto para ele. Então eu gradeci a Deus, e iniciei essa minha jornada.”

Chegada em Brusque

Durante 27 dias, mesmo exposto ao sol e a chuva, Miranda não desistiu do sonho de vender seus produtos nas lojas Havan.

O empresário divulgou todo o percurso nas redes sociais. Ele conta que a população o ajudava pelas cidades onde passava. Além de auxílio com comida, estadia e até medicamentos, Miranda também compartilhou os momentos de difíceis. Em uma das fotos, ele mostra os pés enfaixados após um longo dia de caminhada.

“Às vezes a dor e a dificuldade são necessárias para você aprender a se cuidar melhor. Hoje, meus pés já não doem tanto, devido a experiência que estou passando”, escreveu em uma postagem no Instagram.

Inicialmente, o percurso estava estimado em 821 km, porém Miranda ultrapassou 900 km até chegar no município na segunda-feira (23).

Via Portal da Cidade