Hospital Ruth Cardoso emite nota sobre denúncia de vereador.

Depois de denúncias no perfil do Facebook de um dos vereadores, o Hospital Ruth Cardoso emitiu uma nota esclarecendo sobre uma suposta falta de material para imobilização ortopédica.
O Hospital se defende das acusações que colocam em dúvida a gestão do hospital e reafirma o que já foi divulgado por diversas pessoas nas redes sociais.

Segue:

——

NOTA DE ESCLARECIMENTO SOBRE MATERIAL PARA IMOBILIZAÇÃO ORTOPÉDICA.

O Hospital Ruth Cardoso atende uma demanda grande de pacientes, sendo a maior parte deles de municípios da região, além dos munícipes de Balneário Camboriú. Essa situação já é de conhecimento público e as reflexões e planejamento para chegar a melhor maneira de manter o serviço com um custeio justo a todos está em discussão.

Como ação para garantir que a assistência seja mantida a toda a população que necessita dos serviços do hospital, é preciso que o trabalho seja feito com racionalidade na aquisição de materiais. Neste sentido, não estamos mantendo estoque avolumado de qualquer produto que seja, no entanto, o uso racional não significa falta de material.

Notícias como estas são repudiadas pela administração do Hospital, visto que causam insegurança pública referente a prestação de serviço de saúde, além de provocar instabilidade aos colaboradores que estão trabalhando e precisam de serenidade para desempenhar suas funções, sem serem envolvidos em situações que não seja a assistência ao paciente.

Ressaltamos ainda, que publicações de imagens de colaboradores e pacientes em atendimento não são permitidas pela direção, visto que é nosso dever resguardar a privacidade de quem precisa de atendimento.

Atualmente as pessoas que mais atacam o Hospital com críticas, nunca apresentaram uma proposta viável para a melhora do serviço, apenas tentam se sustentar em ações sensacionalistas.

Diante do exposto, afirmamos que não há risco de falta de material para manter a assistência e cuidados necessários para imobilização ortopédica no Hospital Municipal Ruth Cardoso.

Rodrigo Massaroli
Diretor Geral do HMRC
Portaria 23.775/2017