Itapema quer GM de Balneário atuando na cidade vizinha

Os seguidos assaltos na orla da praia central de Itapema motivaram a prefeitura a estudar um convênio com a Guarda Municipal de Balneário Camboriú para deslocar parte do efetivo à cidade vizinha. A ideia é montar uma base integrada no calçadão da orla para inibir a bandidagem.

O estopim foi o roubo registrado pelas câmeras de monitoramento na manhã do sábado passado. O assalto ocorreu às 7h54, quando duas senhoras foram atacadas em um banco do calçadão. Uma dupla de bicicleta, armada, roubou a bolsa e o celular de uma delas.

A comunidade vem pedindo mais policiamento na orla para brecar a ação de assaltantes, que estariam agindo com maior frequência no ponto mais atrativo de Itapema.

O secretário Municipal de Segurança Pública de Itapema, major Geraldo Rodrigues Alves Junior, informou que uma das soluções estudadas para tentar brecar a criminalidade em Itapema seria a criação de uma minicentral de monitoramento na orla, com 40 câmeras, com apoio da polícia Militar e da Guarda Municipal de Balneário Camboriú.

Segundo o major, a Lei 3022, que regulamenta as guardas municipais, prevê a possibilidade de convênio entre municípios vizinhos. “No caso de Itapema, nós estamos com o efetivo da PM reduzido, estamos com problemas graves no calçadão, tivemos até roubos. O comandante da PM vai colocar motos e viaturas no local, mas a gente precisa de policiamento 24h, e o efetivo da PM não é o suficiente”, adiantou Rodrigues, que já foi comandante da polícia Militar da cidade.

Com a falta de efetivo da PM, o comandante sugeriu o convênio para que os GMs de Balneário atuem em Itapema. “A prefeita Nilza Simas vai conversar com o prefeito Fabrício vendo essa possibilidade. Ela já fez um contato prévio e está o esperando voltar de Dubai para achar esse caminho. Legalmente é possível”, adiantou.

Se o convênio for firmado,  três guarnições de motos da GM ficariam no calçadão da praia de Itapema a cada turno. Uma base será montada no calçadão para uso compartilhado da PM e da GM. A prefeitura também quer instalar 40 câmeras de segurança no calçadão.

“Quinta-feira tenho uma reunião com o comandante da PM de Itapema para alinharmos os detalhes. Vamos montar uma minicentral na área mais movimentada e monitorar todo o calçadão”, explicou.

GM de Itapema

O convênio seria um paliativo até que a guarda Municipal de Itapema seja aprovadana câmara  e montada pela prefeitura.

O projeto de lei da GM de Itapema será encaminhado para apreciação da câmara de vereadores esta semana. Ele prevê um efetivo de 30 agentes, com cinco viaturas e três motos, além de todo o equipamento necessário para a instalação da guarda municipal.

O impacto financeiro da GM nos cofres do município, segundo o major Rodrigues, ainda está sendo levantado pelo financeiro da prefeitura. A implantação da guarda própria aconteceria somente no ano que vem.

A prefeitura de Balneário informou que não está sabendo da intenção de convênio entre os dois municípios.

 

Por Diarinho