Mais de 10 mil raios tocaram solo de SC em 15 horas nesta quinta

Um levantamento do Grupo de Eletricidade Atmosférica (Elat) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) aponta que quase um terço dos raios que caíram no país nesta quinta-feira (4) foi em Santa Catarina.

Foram 10.475 descargas elétricas tocando o solo do estado entre 0h e 15h. O número é considerado alto pelo órgão.

Tempestades com descargas elétricas foram registradas em pelo menos quatro cidades litorâneas de Santa Catarina durante a tarde desta quinta. Houve ocorrências de raios em São José, Florianópolis, Itajaí e Balneário Camboriú.

Mais de 10 mil descargas elétricas foram registradas durante de 00h até 15h desta quinta-feira — Foto: Sabine Weiler/Reprodução
Mais de 10 mil descargas elétricas foram registradas durante de 00h até 15h desta quinta-feira — Foto: Sabine Weiler/Reprodução

De acordo com a Defesa Civil há possibilidade de temporais com descargas elétricas, rajadas de vendo e granizo na região do Litoral Norte e Vale do Itajaí até o final do dia.

Em Criciúma, no Sul, um fenômeno meteorológico, conhecido como “nuvem de rolo” foi registrado na manhã desta quinta-feira (4).

Raios

Segundo o levantamento em tempo real do Grupo de Eletricidade Atmosférica (ELAT/INPE), até as 15h, Santa Catarina registrou alta atividade elétrica em pontos de tempestade.

Ao todo, de 00h até 15h de quinta, houve o registro de 33.919 raios no país. Cerca de 10.475 tocaram o solo de Santa Catarina. De acordo com o órgão, essa quantidade é considerada alta para o estado.

Nesta quinta-feira o Litoral de SC registrou grande incidência de atividade elétrica em tempestades — Foto: Grupo de Eletricidade Atmosférica (ELAT)/Reprodução
Nesta quinta-feira o Litoral de SC registrou grande incidência de atividade elétrica em tempestades — Foto: Grupo de Eletricidade Atmosférica (ELAT)/Reprodução

Recomendações

Segundo a cartilha de proteção contra raios, desenvolvida pelo Grupo de Eletricidade Atmosférica do Inpe, a probabilidade de morrer atingido por um raio no Brasil é um em 25 mil. Porém essa chance pode ser muito maior dependendo da circunstância que a pessoa se encontra durante uma tempestade.

Por isso, há uma série de orientações para diminuir a possibilidade de ocorrências. Segundo o Elat, não é recomendável:

  • Caminhar em áreas descampadas, como terreno baldio, cemitério e canteiro de obra;
  • caminhar ou ficar parado em rodovias, ruas ou estradas;
  • permanecer dentro da água;
  • permanecer embaixo de guarda-sol;
  • ficar próximo a cerca de arame;
  • utilizar equipamentos elétricos ligados à rede elétrica ou ficar perto de tomadas;
  • falar ao telefone com fio ou utilizar celular conectado ao carregador;
  • tomar banho em chuveiro elétrico;
  • ficar próximo a janelas e portas metálicas.

 

G1 SC