Mais de um terço dos catarinenses ainda não entregou declaração do Imposto de Renda

Mais de um terço dos catarinenses (36,8%) ainda não entregou a declaração do Imposto de Renda 2019. Os dados são da Superintendência Regional da Receita Federal que recebeu até o fim da manhã desta terça-feira (23) pouco mais de 840 mil declarações, cerca de 63,2% do total. A expectativa até às 23h59 de 30 de abril é que mais 1,3 milhão de catarinenses entreguem suas declarações ao Leão.

“Por mais que muita gente goste de deixar para a última hora é sempre bom lembrar que nos últimos dias o sistema fica mais propenso a travar e quem entregar fora do prazo tem que arcar com uma multa de 20% do valor a pagar, sendo que o mínimo será de R$ 140”, alerta o advogado tributarista, Thiago Alves dos Santos, diretor do Instituto Brasileiro de Gestão e Planejamento Tributário (IBGPT). Ele ainda lembra que a desvantagem para os “atrasadinhos” é que receberão a restituição só no fim do ano. “Sem contar que aumenta o risco de erro para o contribuinte que preenche com pressa”, lembra.

Alterações 2019 – O advogado orienta ainda para que as pessoas não esqueçam as alterações feitas para esse ano. “Anteriormente, os campos de informações complementares tinha o preenchimento facultativo, mas agora é obrigatório fazê-lo. Assim como o CPF dos dependentes que deve ser informado independente da idade que tenham e não mais a partir dos doze anos”, explicou.

O advogado também lembra que o CNPJ das instituições financeiras que o contribuinte tenha conta ou investimentos deve ser informado para o Leão. “Outra mudança é que devemos informar qual a alíquota usada pelo nosso empregador para o cálculo da apuração do imposto. Esse dado pode ser encontrado no próprio informe de rendimentos entregue pela empresa ao contribuinte”, disse. No caso de erros ou inconsistência, Thiago conta que a Receita Federal está com sistema de cruzamento de dados mais ágil capaz de notificar o contribuinte em 24 horas para que faça a retificação. “É essencial estar atento para não perder o prazo de correção e ser obrigado a pagar o Leão, além de ficar na malha fina”, orienta.

O prazo para declaração do Imposto de Renda 2019 encerra às 23 horas e 59 minutos do dia 30 de abril. O primeiro lote de restituição para aqueles que têm direito, deve ser depositado no dia 17 de junho.

Comente Abaixo