Moisés convida Sérgio Moro para equipe de SC: ‘Será bem-vindo aqui’

No destaque, Sérgio Moro com o governador Carlos Moises e o comandante da PM em uma das visitas do ex-ministro a SC — Foto: PMSC/Divulgação

O governador de Santa Catarina Carlos Moisés (PSL) convidou Sérgio Moro para integrar sua equipe de Governo. Em uma de suas redes sociais, Moisés lamentou a saída do ex-ministério da pasta da Justiça nesta sexta-feira (24) e disse que ele seria bem-vindo no estado catarinense.

“Brasileiros perdem com a saída de Sérgio Moro do Ministério da Justiça e Segurança Pública. Moro é sinônimo de luta contra a corrupção, condição essencial para a construção de um Brasil melhor. Lamento. Seu trabalho sempre foi correto e ético. Agradeço as parcerias com Santa Catarina. Será bem-vindo aqui”, afirmou Moisés.
A assessoria de comunicação do Estado confirmou o convite, mas não detalhou como foi feito. Por enquanto, segundo a Secom, não há definição.

O ex-ministro da Justiça esteve algumas vezes em Santa Catarina em sua gestão, como em uma aula magna da Polícia Rodoviária Federal (PRF), acompanhando o presidente da República, e também em eventos voltados a empresários e autoridades.

Moises se manifestou logo após Sérgio Moro anunciar sua saída do Governo Federal em um pronunciamento no fim da manhã desta sexta.

Outras manifestações sobre a demissão em SC

Em Santa Catarina, outras autoridades também se manifestação, como o chefe do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC, Fernando da Silva Comin, que assinou uma nota do Conselho Nacional de procuradores gerais do país reconhecendo a atuação de Sérgio Moro.

O presidente do Poder Judiciário de Santa Catarina também de manifestou em nota dizendo que acredita que o Brasil deve superar essa crise e na garantia de independência dos poderes.

“Sergio Moro manteve a personalidade, a ética e a independência do juiz que ainda está dentro dele. É mais uma crise política dentro das crises da saúde, da economia e também da crise social”, afirmou o desembargador Ricardo Roesler em nota.

Saída de Moro

O anúncio de demissão de Moro ocorreu após a exoneração do diretor-geral da Polícia Federal (PF), Maurício Leite Valeixo, homem de confiança de Moro. O ex-juiz disse que foi pego de surpresa com a publicação do ato no Diário Oficial.

Durante o pronunciamento de Sérgio Moro, Santa Catarina registrou panelaço. Um vídeo mostra moradores no bairro Trindade em Florianópolis batendo panelas e durante alguns minutos.

Ao anunciar a demissão, em pronunciamento no Ministério da Justiça, Moro afirmou que disse para Bolsonaro que não se opunha à troca de comando na PF, desde que o presidente lhe apresentasse uma razão para isso.

Segundo o ex-ministro, o problema não é a troca do diretor da PF em si, mas o motivo, que seria para colher informações sobre relatórios de inteligência, conforme Sérgio Moro.

G1 SC

Comente Abaixo